26 baladas que vão transformar seu mundo numa grande festa

Continuamos celebrando os 26 anos da CI com posts especiais (veja aqui o post sobre 26 apps imperdíveis para viagem e o post com 26 destinos imperdíveis). Desta vez, recomendamos 26 baladas sensacionais espalhadas pelo mundo, divididas entre Estados Unidos, Europa e Buenos Aires.

Estados Unidos

1. The Midweek Hookup (Los Angeles)
imagem 01

Prepare-se para um mergulho noturno. Trata-se de uma festa gratuita em torno da piscina que acontece todas as noites de quarta-feira no mês de junho. Aproveite os drinques especiais, a música ao vivo a cargo do DJ Junkyard, as mesas de ping-pong e
os jogos de tabuleiro gigantes.

http://www.wlosangeles.com/summer

2. Making Shapes (Los Angeles)

No início, a missão era preencher um vazio na vida noturna de LA, criando uma festa autêntica para pessoas criativas. Graças aos talentos locais de Hollywood (como o DJ Goddollars) e de fora, atraídos pelo galpão antigo com piscina aquecida e pátio, a Making Shapes se tornou uma festa procuradíssima.

https://www.facebook.com/making.shapes.events

3. Grand Central (Miami)
imagem 02

Reduto de hipsters onde a festa rola ao ar livre num espaço semelhante a um galpão que já foi estação de trem. De fato, o lugar fica bem em cima dos antigos trilhos. Um sistema de som de nível absurdamente bom e com efeitos luminosos de primeira linha, as noites de sexta e sábado na Grand Central tocam de tudo, desde um Michael Jackson dos primeiros anos até Usher.

www.grandcentralmiami.com

4. Nikki Beach Club (Miami)

A quintessência do clube de praia, trata-se de um paraíso que ocupa a areia com espreguiçadeiras e tochas. O lugar enche de gente linda, sarada e bronzeada. Além do restaurante e do clube na praia, existe um clube e um lounge onde a festa começa durante o dia nos Amazing Sundays, onde o traje a rigor é o biquíni e as sungas.

www.nikkibeachmiami.com

5. 1015 Folsom (San Francisco)

O 1015 é sempre uma aposta segura, não importa o horário. Os três ambientes têm, cada um, vibes bem diferentes: uma viagem no espaço e no tempo sem mudar de lugar.

http://www.1015.com/

6. 111 Minna (San Francisco)

Uma caixa de concreto que fica no final de um beco na Market Street: galeria de arte de dia e balada completa à noite. Atrai uma clientela híbrida pouco usual, como “yuppies de rave”, mas também é popular para diversas outras tribos graças à política musical que vai do garage ao afrobeat, passando por todas as variações intermediárias.

http://www.111minnagallery.com/

7. Cielo (New York)
imagem 03

Uma atmosfera interna simpática que surpreende, a se julgar pelos tipos estranhos que se aglomeram nas imediações do lado de fora, no Meatpacking District. Na pista de dança, alguns dos DJs mais importantes da cidade, incluindo os old school François K, Tedd Patterson e Louie Vega. O som cristalino é um dos destaques, e a casa ganhou o prêmio de Best Club diversas vezes em sua meia década de existência, merecidamente.

http://cieloclub.com/

8. Pacha (New York)

A rede Pacha de glam-clubs (com casas em Londres, Ibiza e outros points de peso) chegou aos Estados Unidos em 2005. O lugar atrai pesos-pesados como Danny Tenaglia até encantadores de multidões como Fedde Le Grande e Benny Benassi. Vale a pena checar o lineup com antecedência se você prefere um som mais underground.

http://pachanyc.com/

Europa

9. Club der Visionäre (Berlim)

imagem 04

Um dos primeiros e melhores, esse clube à beira de um canal é uma ótima maneira de descobrir como Berlim pode ser especial. Fica debaixo de um belíssimo e gigantesco salgueiro e tem uma pequena pista de dança coberta, mas a grande atração é o deck de madeira ao ar livre. O lugar ganha vida nos fins de semana, mas dá para beber uma cerveja por lá à tarde em dias úteis.

http://www.clubdervisionaere.com/

10. White Trash (Berlim)

Abre todas as noites para servir hambúrgueres poderosos e excelentes cervejas ao cair da noite, mas a coisa esquenta mesmo nos fins de semana, quando há música ao vivo no restaurante, strippers dançando e festas no porão. Espere indie, rock e eletrônica.

https://www.whitetrashfastfood.com/

11. ://about blank (Berlim)

Exemplo perfeito da estética clubística de Berlim. Impossível saber o que funcionava antes no local. Coberto de grafites, o aspecto externo rústico contrasta com a agradável atmosfera que impera lá dentro. Tem muito espaço externo para festas ao ar livre, e duas pistas de dança menores lá dentro. Dão preferência a hard techno e deep house.

www.aboutparty.net

12. The Horse & Groom (Londres)

Durante o dia, ótimo lugar para tomar uma cerveja, mas, à noite, o espaço de dois andares se transforma numa pista de dança. Alguns dos melhores DJs da cena londrina, como Craig Richards, James Priestley e o lendário Greg Wilson, já tocaram nos três ambientes da casa.

www.residentadvisor.net/club-detail.aspx?id=5355

13. Lock Tavern (Londres)
O local, que é antigo, foi transformado num clube para DJs que, de quebra, oferece uma bela variedade de cervejas. Há um grande jardim e um fantástico espaço no segundo andar. Peça uma Amstel, Moretti ou Guinness, e divirta-se.

www.lock-tavern.com

14. Queen of Hoxton (Londres)
imagem05

O espaço é dominado pela vibe artística. Durante a semana, a diversão rola por conta do funk e soul comandado por DJs e bandas ao vivo, e, no fim de semana, espere ouvir desde Fleetwood Mac até shows de electro e pop. Eles têm um terraço com uma vista impressionante de Londres.

http://www.queenofhoxton.com

15. Razzmatazz (Barcelona)
imagem 06

Esse clube gigante, com cinco espaços diferentes, é um dos melhores (se não for o melhor) espaço de Barcelona. Prepare-se para ouvir indie rock no Razz Club, tech-house no The Loft, techno pop no Lolita, electro pop no Pop Bar e electro rock no Rex Room. Também tem shows ao vivo regularmente.

http://www.salarazzmatazz.com/

16. Marula Café (Barcelona)

Clubbers que estão um pouco além da faixa dos vinte anos ficaram entusiasmados quando souberam que o famoso Marula Café, de Madrid, abriria uma casa em Barcelona. E não se decepcionaram. Tocam basicamente R&B, Sly & the Family Stone, Michael Jackson, enfim, você pegou a vibe, tudo 100% dançante.

www.marulacafe.com

17. Karlovy Lázně (Praga)
imagem 09

A cidade de Praga possui uma vida noturna agitada. A Karlovy Lázně é a maior boate da Europa Central, localizada a poucos metros da cabeceira da ponte Carlos, no lado da cidade velha. Já serviu até de cenário para cenas de Triplo XXX, com Vin Diesel. Cada um dos cinco andares da boate toca um estilo diferente de som. Todos contam com um bar na frente, com janelas que dão para a rua e uma pista de dança nos fundos.

Argentina

18. Cocoliche (Buenos Aires)

É o primo-irmão do Vegas em Buenos Aires. A pista do subsolo do Vegas e o videomapping do Joia foram montados pela mesma equipe que trabalhou no Cocoliche. Íntimo, underground e low profile, é o mais legal de todos os clubes de Buenos Aires. Programação afinadíssima (espere tão e somente techno, mas da melhor estirpe), a noite começa no sábado e muitas vezes avança domingo adentro.

http://www.cocoliche.net/

19. Mundo Bizarro (Buenos Aires)

Mais um bar do que um clube, Mundo Bizarro é uma instituição portenha desde 1997. Trata-se do lugar mais 1950 do mundo: se sua pegada é do rock, esse é o lugar. Obras de arte de novíssimos artistas argentinos nas paredes vermelho-sangue, bom rango e mais de 50 cocktails no cardápio preparados com fino esmero fazem do lugar um ponto obrigatório. Irmão de sangue do Z Carniceria e a frequência mais interessante entre os bares de Buenos Aires.

http://www.mundobizarrobar.com/

20. Club Severino (Buenos Aires)

imagem 07
Enquanto o resto de Buenos Aires está sonolento nas noites de segunda, a galera que curte está dançando no Club Severino. A noite toca hits do rock, pop e hip-hop, além de electro beat comandados por alguns dos melhores DJs da cidade.

http://www.clubseverino.com.ar/

21. Bahrein (Buenos Aires)
O antigo banco abriga hoje um outro tipo de riqueza: house, techno e electrônica quatro noites por semana. Aos sábados, normalmente há um DJ internacional, e a galera se anima na Funky Room (que só abre nos fins de semana) ou no porão, onde a energia se concentra.

http://www.bahreinba.com/

22. Club Araoz (Buenos Aires)

imagem 08

Um oásis rítmico na eletrolândia, as noites de quinta, conhecidas como “Lost at Club Araoz”, salvam a semana. Dançarinos de break se apresentam no início da noite para o deleite da multidão basicamente de estrangeiros que lotam a pista. Nos fins de semana, só dance music, rock e ritmos latinos. Entre de graça até 2h30 da manhã.

http://www.clubaraoz.com.ar/

23. Crobar (Buenos Aires)
Uma rede de varandas, corredores e áreas VIPs avança por cima da área livre, misturando-se ao espaço da pista de dança, que costuma lotar. E uma galera pouco acima dos 25 anos se joga no indie e na música eletrônica. Nas noites de sexta rola a MSTRPLN (que se pronuncia “master plan”), com bandas locais e internacionais tocando entre os sets do DJ residente Javier Zuker.

http://www.crobar.com/

24. El Alamo (Buenos Aires)
Esse pub americano enche mais de estrangeiros do que de argentinos, mas o que anima a galera é a cerveja e os drinks de graça para mulheres das 18h até meia-noite (consumindo 15 pesos argentinos para comer).

https://www.facebook.com/pages/El-Alamo-Buenos-Aires/112218648861745

25. Alsina (Buenos Aires)

Um sistema de som de primeira linha e um lineup de nomes internacionais (como Sven Vath, Loco Dice, Sander Kleinenberg, James Zabiela e Dave Seaman, para mencionar alguns) garante que a lotação máxima de 1.500 pessoas seja normalmente alcançada logo no início da noite.

http://www.statebsas.com.ar/

26. Boutique (Buenos Aires)

Uma instituição do bairro de San Telmo pós-expediente, o Boutique vem atraindo um séquito de portenhos e portenhas trajando ternos e tailleurs, além dos turistas, nas noites de quarta-feira. O diferencial do lugar é o cenário: um edifício industrial de três andares de aspecto antigo e imponente projetado por Gustave Eiffel (projetista da torre de mesmo nome), com uma pista de dança gigantesca para completar. Toca pop dos anos 80 e 90 com um toque de cumbia e reggaeton.

https://www.facebook.com/pages/Boutique-San-Telmo/288199187901916

Já escolheu suas baladas preferidas? Então, hora de escolher seu Mochilão!

CI Intercâmbio e Viagem

CI Intercâmbio e Viagem

A CI Intercâmbio e Viagem produz o blog Caia no Mundo e é a maior empresa de intercâmbio e turismo jovem do Brasil. Mais de meio milhão de pessoas já embarcaram com a CI para conhecer o mundo em viagens que unem estudo, trabalho e lazer.

Saiba mais em ci.com.br

Receba Nossa Newsletter

Cadastre-se e fique por dentro de todas as novidades e promoções da CI.

Your Header Sidebar area is currently empty. Hurry up and add some widgets.