5 coisas que só quem já fez graduação no exterior sabe, e que você também precisa saber

Há os que dizem que “Se conselho fosse bom, ninguém dava, vendia”. Mas hoje vamos quebrar esse paradigma. Preparamos uma lista com 5 conselhos de quem é ou já foi universitário no exterior. O Viajante CI Alan Pinho Martins, 20 anos, também participou dando algumas dicas. Ele cursa Business Administration na Western Nebraska Community College, no estado de Nebraska, nos Estados Unidos. Além de estudante, Alan também é atleta na universidade. Se liga!

1 – Sim, você provavelmente terá professores premiados!

Em universidades no exterior não é incomum se deparar com mestres premiados. Um vencedor do Nobel pode ficar há poucos metros de você para te ensinar, aconselhar e inspirar. Grande parte dos professores no exterior foca exclusivamente na carreira acadêmica, sem precisar se dividir entre a universidade e um trabalho corporativo, por exemplo. E, por isso, costumam se envolver não só na parte pedagógica, mas de aconselhamento e suporte aos alunos.

2 – O clima do local influencia muito no seu dia a dia.

Informe-se antes! Faz toda diferença conhecer sobre o tipo de temperatura que você vai enfrentar ao longo do ano. Se o inverno é seco, úmido, se chove no verão, se vai ter pouca ou muita neve. Com isso você tem a chance de se preparar (física e emocionalmente) e preparar o seu guarda-roupas também.

3 – A didática é diferenciada.

O sistema de ensino superior não tem os mesmos moldes mundo afora. Nos EUA, por exemplo, você ingressa em uma Junior College onde fica por dois anos e depois parte para uma outra instituição, onde cursa uma especialização de pelo menos quatro anos. No Brasil você faz um curso com eletivas, no Reino Unido você faz eletivas com uma base. Uma universidade francesa tem em média apenas 180 alunos matriculados e a maior parte do conteúdo entregue pelos alunos é oral, não por escrito. E por aí vai. Conte com o diferente.

4 – Prepare-se para amadurecer.

“Eu sempre digo que a experiência que eu tenho aqui mudou a minha forma de viver. Amadureci muito”. O ganho pessoal é diário, já que você tem a oportunidade de entender mais sobre si mesmo e sobre vários aspectos da sua vida ao mesmo tempo. A autonomia e o fato de decidir sobre sua própria rotina, escolhas e interesses tende a engrandecer o significado dessa experiência.

5 – Você vai estudar que nem gente grande.

Em algumas universidades no exterior a dedicação dos alunos é algo inspirador. Se a sua intenção não é se entregar aos estudos, pode ser que o seu objetivo destoe da atmosfera geral. Não estude só para passar, aproveite esse tempo para absorver e valorizar o tempo e a dedicação dados aos estudos.

Confira mais do depoimento do Alan sobre sua experiência com a CI:

CI Intercâmbio e Viagem

CI Intercâmbio e Viagem

A CI Intercâmbio e Viagem produz o blog Caia no Mundo e é a maior empresa de intercâmbio e turismo jovem do Brasil. Mais de meio milhão de pessoas já embarcaram com a CI para conhecer o mundo em viagens que unem estudo, trabalho e lazer.

Saiba mais em ci.com.br

  • Ana Carolina

    Olá. Gostaria de saber quais os primeiros passos a serem tomados e requisitos para fazer um programa assim. Obrigada!

Receba Nossa Newsletter

Cadastre-se e fique por dentro de todas as novidades e promoções da CI.

Your Header Sidebar area is currently empty. Hurry up and add some widgets.