Acendam uma vela


Hoje venho aqui para escrever, junto com duas amigas brasileiras, sobre algo que comoveu o mundo inteiro essa semana.

É com grande tristeza que ouvimos no rádio, lemos nos jornais e assistimos, na televisão, a cobertura dessa tragédia.
Esse post é em memória a todas as vítimas desse massacre. Acendam uma vela em sua homenagem.

É revoltante estar do outro lado do mundo e a única notícia que vemos sobre nosso país nos jornais daqui é sobre algo terrivel.

Nessa mesma semana tivemos uma simulação do que fazer caso tenha ataque armado na escola. Foi totalmente coincidência que isso tenha ocorrido na mesma semana. Quando o sinal começou a tocar no código para ataque armado (já haviam explicado o que cada alarme significava) todos trancaram as portas das salas, fecharam as cortinas, apagaram as luzes, ficaram em baixo da mesa e em silêncio. Ninguém tinha permissão para entrar nem sair do local onde estava. Qual seria o impacto do massacre no Rio caso alguma preparação tivesse sido feita?

O governo brasilerio poderia começar a pensar em implantar certas medidas de segurança como essa em todas as escolas. Nos perguntamos por que nunca fizemos nada disso no Brasil e aqui, em menos de 3 meses já estamos totalmente preparadas para enfrentar qualquer evento, de ciclones a terrorismo. Simples medidas fazem total diferença em situações como essas, quando as pessoas estão preparadas para agir de forma rápida e eficiente.

Essas simulações que acontecem aqui, são medidas de precauções num país onde a violência não é nada em comparação ao Brasil.

…”Porque a vida passou antes que pudéssemos viver.” – Victor Hugo

Sofia, Marcela e Camila.

Receba Nossa Newsletter

Cadastre-se e fique por dentro de todas as novidades e promoções da CI.

Your Header Sidebar area is currently empty. Hurry up and add some widgets.