Bacudo em Whistler


E o “loco” da fronteira se foi pra neve. Depois de 29 anos o moço ensopou as “meia” porque desavisado é e se encantou com a branquidão que cega e atrapalha. O local da perda de virgindidade névea foi Whistler, uma vila – ou village pros chiques… -, cerca de duas horas de Vancouver. Por lá serão as Olimpíadas de Inverno de 2010, com bobsleg e tudo (lembra Jamaica Abaixo de Zero?). Mas um bacudo criado no oeste gaucho, obviamente, não sabe como se preparar pra enfrentar um dia de sol em cima de uma montanha do oeste canadense. Não levou óculos de sombra (a neve cega), não tinha mais dinheiro (100 dólares) pra alugar uma brincadeira tipo snowbording ou esqui. O nêgo véio achou que era fácil meter a mão no gelo e fazer um boneco de neve (tipo aqueles de filmes de Natal numa NY branquinha, branquinha…). Roupa especial, pra não molhar? Coisa de fresco… mas o bacudinho voltou pro chão de verdade, com de terra, com as cuecas molhadas – de gelo… – e as meias ensopadas. 5 dólares num par novo e mais de 146 fotografias pra um dia que o “loco” que vos escreve não esquecerá. Uma dica? Junta dinheiro, meu caro, junta dinheiro e te toca pra uma cottage em qualquer cerro branquinho desse planeta que nada mais é que “uma porção de terra em volta do Alegrete…”
Galeria de fotos:

Luciano Potter

Luciano Potter

Esse gaúcho vai estudar inglês em Vancouver, no Canadá. Terá muitas histórias pra contar.

Receba Nossa Newsletter

Cadastre-se e fique por dentro de todas as novidades e promoções da CI.

Your Header Sidebar area is currently empty. Hurry up and add some widgets.