Chicken or Pasta: Aprendendo a cozinhar na França – Parte 4

Imagem_1_chamada

Vanessa Mathias, colaboradora do Chicken or Pasta, e nossa viajante CI foi aprender francês e culinária francesa nas cidades de Bordeaux, Paris e Nice, durante um mês que ela ficou na França. Em seu último post especial para este blog, ela conta como a CI fez com que esse roteiro fosse possível.

Imagem 2

Fazer o roteiro Bordeaux-Paris-Nice foi possível com a France Langue, parceira da CI e uma escola em 4 locais na França (além desses, ela tem também Biarritz). Eles são bem flexíveis para ajustar as datas e horários que você pode começar e terminar o curso.

Além disso, pude contar com a ajuda da Santa Sabrina, minha paciente consultora na CI, que mudou meu itinerário umas mil vezes e acompanhou meus planejamentos sempre em cima da hora, ajudando com seguro viagem, transportes, etc.

Imagem 3

A France Langue também faz uns ‘combinados’ com outras atividades, como escalada, mergulho, exercícios, cozinha. Para continuar o aprendizado além da sala de aula. Como estava mais interessada em ganhar calorias do que perder, o curso de cozinha foi ideal!

Independente do programa, a escola tem atividades ‘extra-curriculares’ incluídas no pacote – passeios pela cidade, visitas a museus, degustações, tutoriais gratuitos com o professor.

Imagem 4

Fazer um roteiro é ideal para quem está prezando a viagem tanto quanto o aprendizado. Se você precisa aprender mais rápido, uma cidade só é ideal: você passa mais tempo aproveitando as atividades do curso, consegue acompanhar melhor o programa, o professor conhece mais sobre você e consegue corrigi-lo melhor ao longo do tempo.

Para quem aproveita as férias e quer dar umas voltinhas, fazer um roteirinho é bacana. O mínimo é uma semana, mas acho que o ideal é escolher no máximo 1 cidade a cada duas semanas. É a melhor relação curso-passeio.

Imagem 5

Bordeaux foi provavelmente minha cidade favorita. Tem milhares de atividades para fazer ao redor, o número certo de bares, museus, restaurantes, prometo que  em menos de um mês você não fica entediado. A escola é super organizada e, por ser fora dos roteiros principais, você praticamente não encontra brasileiro.

Paris, bom, é Paris. Para aqueles que não pedem a chance de uma baladação, conhecer os pontos mais famosos da França, ou que vão ficar por um longo período, é uma boa escolha. A France Langue é bem grande, com 3 escolas por lá.

Imagem 6

Nice é uma cidade menor, fofa, com temperaturas mais amenas no inverno.  A escola de lá oferece atividades bem diferentes, e a diretora super fofa e prestativa. Nice e Biarritz são opções bem bacanas para o verão.

No geral, fiquei surpresa positivamente com a qualidade da escola. Os professores personalizam o máximo a evolução pessoal de cada aluno. Oferecem mais do que está no papel.

Imagem 7

A evolução da língua em 4 semanas foi impressionante, além de bastante divertido. Meu próximo janeiro já está reservado por lá. Já reproduzir a receita do magret de pato em casa… bom, falta testar.

Viu como quem vem bater um papo com a CI consegue cair no mundo de forma bem mais tranquila? Se você invejou o roteiro da Vanessa, marque um papo com a gente!

 

CI Intercâmbio e Viagem

CI Intercâmbio e Viagem

A CI Intercâmbio e Viagem produz o blog Caia no Mundo e é a maior empresa de intercâmbio e turismo jovem do Brasil. Mais de meio milhão de pessoas já embarcaram com a CI para conhecer o mundo em viagens que unem estudo, trabalho e lazer.

Saiba mais em ci.com.br

Receba Nossa Newsletter

Cadastre-se e fique por dentro de todas as novidades e promoções da CI.

Your Header Sidebar area is currently empty. Hurry up and add some widgets.