Comida e amigo coreano


Essa semana fiquei mais quieto cumprindo apenas minha rotina do flat pra escola e da escola pro flat. Isso porque na última sexta eu estava com passagem marcada pra Amsterdã, na Holanda. Não tinha planos de sair ou dormir muito tarde em nenhum dos dias, mas meu amigo de sala, o coreano Yeongsu Kim, queria fazer uma comida típica do país dele pra gente.

Nós nos tornamos muito amigos, principalmente porque tenho paciência em ouvi-lo e o ajudo quando comete algum erro. Os asiáticos têm muita dificuldade com a pronúncia do inglês, até por isso muitos outros alunos não interagem com eles.

DICA: todos nós cometemos erros e é sempre bom quando alguém nos corrige. Não devemos sentir vergonha nem raiva de quem nos corrige. Pelo contrário, devemos agradecer. Claro que saber fazer isso, sem debochar, é fundamental.

Conversei com meu “flatmates” (colegas de flat) sobre o jantar coreano. E eles gostaram da ideia. Combinamos então que o jantar seria na quinta (19). Tirei algumas fotos e meus amigos também. Depois pegarei com eles e postarei aqui, pois eu não apareço nas fotos que tirei – minha máquina tem timer, mas eu esqueci como funciona…rsrs

Meu receio após experimentar a comida coreana era o “day after”. Afinal, tinha uma viagem marcada e não poderia correr o risco de “contrair síndrome de planta”, ou seja, ficar plantado no vaso o dia todo…rs. Pra quem não sabe, comida coreana leva muita pimenta. Até estava gostosa, mas comi bem pouquinho. Felizmente, nada deu errado e até recomendo o rango…rs

William

William

O William é ex-jogador de futebol com passagem pelo Corinthians e pelo Grêmio, e após encerrar a carreira resolveu ser um #ViajanteCI. Ele foi estudar inglês primeiro em Malta e depois em Londres, e contou tudo para a gente aqui.

Receba Nossa Newsletter

Cadastre-se e fique por dentro de todas as novidades e promoções da CI.

Your Header Sidebar area is currently empty. Hurry up and add some widgets.