Como trabalhar e estudar na Austrália

Antes de sair do país para estudar e trabalhar em um lugar totalmente novo, a expectativa em torno de tudo o que pode acontecer costuma ser grande. Então, para você não ter surpresas e poder viver a melhor experiência possível sem muitas preocupações, confira tudo o que você precisa saber antes de procurar um trabalho no paraíso australiano.

1. Visto de trabalho: como tirar Desde 2008, a permissão de trabalho na Austrália, chamada de Work Limitation, vem com o visto de estudante e sua taxa de emissão já está inclusa. Mas você só poderá utilizá-la enquanto o seu visto estiver valendo. Outro documento que merece atenção é o Tax File Number (TFN), um número individual obrigatório para todo trabalhador australiano. Emitido pelo Australian Taxation Office (ATO). Você poderá solicitar o seu pela internet ou preenchendo um formulário disponível em agências. Para encontrar uma, você pode perguntar na sua escola ou falar com a unidade CI em Sydney, que foi criada para dar todo o suporte para os intercambistas enquanto estiverem em solo australiano.

Foto 01  

2. Administre o seu tempo entre estudo e trabalho

Trabalhar e estudar ao mesmo tempo pode parecer uma rotina corrida no começo, mas algumas dicas para o momento da procura por trabalho podem ajudar a otimizar e a economizar tempo e dinheiro. Durante a busca, preste atenção em como será a sua locomoção entre escola e trabalho. Quanto mais perto ou menos transportes precisar pegar para ir de um local a outro, melhor. Dependendo da distância, comprar uma bicicleta pode ser um excelente negócio. Foto 02

 

3. Como conseguir um trabalho

Para encontrar uma boa oportunidade de trabalho, você pode contar com o suporte da unidade CI em Sydney, que oferece um time de especialistas para ajudar você nesse processo. Além disso, você também pode passear pela região da sua escola ou da sua residência e ir conhecendo os restaurantes e os cafés, conversando com os gerentes de cada estabelecimento e já deixar o seu contato. Procure também por um mural de vagas na sua escola. A maioria delas possui um quadro de avisos com ótimas vagas. E, diariamente, invista em ler a sessão de empregos dos jornais do bairro. Mas evite conversar com os responsáveis pelo comércio nos finais de semana, que são os dias mais movimentados e você não conseguirá a atenção necessária para deixar uma boa impressão. Foto 03

 

4. Roupas adequadas: uniforme de trabalho

Alguns dos estabelecimentos vão pedir que você tenha suas próprias roupas de trabalho, chamadas de Work Gear, que incluem peças básicas e clássicas, como calças pretas, sapatos pretos e camisa branca. Então, para facilitar e para garantir tranquilidade na hora de começar a trabalhar, já leve essas peças coringas na sua mala. Outros trabalhos podem oferecer uniformes para que a equipe esteja padronizada e bem-apresentada. Foto 04

 

5. Experiência e treinamento

Estabelecimentos como cafés, bares e restaurantes podem exigir experiência prévia ou algum tipo de treinamento. Mas não se preocupe, a maioria dos treinamentos pode ser realizada lá mesmo. A certificação de barista para preparar e para servir cafés expressos tem duração de meio dia e custa por volta de 110 dólares australianos. Já o curso para ser qualificado a servir bebidas alcoólicas dura um dia e pode custar 95 dólares australianos. Para garçons, o curso rápido preparatório é feito em um dia e custa mais ou menos 125 dólares australianos. Foto 05

 

6. Pagamento: como e quanto receber

Empregos temporários tendem a ter uma variação de valores de acordo com o local de trabalho. Entre as mais comuns, estão as vagas de bartender, de garçom e de barista, que podem ganhar de 10 a 15 dólares australianos por hora. Estoquistas e caixas de supermercado recebem por volta de 10 a 20 dólares por hora. Já um auxiliar de escritório pode chegar a receber até 25 dólares australianos por hora. Ao chegar na Austrália, o ideal é que você abra uma conta bancária, pois é lá que será depositado o seu salário. Pouquíssimos estabelecimentos realizam os pagamentos em dinheiro. Por isso, separe os documentos necessários e esteja com tudo pronto na hora de assinar o seu contrato de trabalho. Para abrir a conta, você vai precisar do passaporte, de um endereço para correspondência, de duas senhas e de, no mínimo, 50 dólares australianos para depósito.

 

Pronto! Agora, você está quase pronto para embarcar em uma das experiências mais enriquecedoras da sua vida.

Confira tudo o que você precisa saber para Trabalhar & Estudar na Austrália e fale com a CI. Chegando na Austrália, você poderá contar com todo o suporte da nova unidade CI em Sydney!

CI Intercâmbio e Viagem

CI Intercâmbio e Viagem

A CI Intercâmbio e Viagem produz o blog Caia no Mundo e é a maior empresa de intercâmbio e turismo jovem do Brasil. Mais de meio milhão de pessoas já embarcaram com a CI para conhecer o mundo em viagens que unem estudo, trabalho e lazer.

Saiba mais em ci.com.br

Receba Nossa Newsletter

Cadastre-se e fique por dentro de todas as novidades e promoções da CI.

Your Header Sidebar area is currently empty. Hurry up and add some widgets.