Como usar o metrô de Nova York

Diferente do que estamos acostumados, o metrô de Nova York é mais extenso e oferece uma infinidade de linhas. Quer ter algumas noções de como utilizá-lo? Vamos dar algumas dicas para você curtir ao máximo a sua viagem e não correr o risco de perder as estações. Muita calma, pode parecer bem complicado, mas tudo vai dar certo e se prestar atenção, é mais simples do que você imagina. Confira.

  1. Características do trem

Em primeiro lugar, você deve se atentar as sinalizações que ficam logo na entrada do metrô. Na parte de cima, há uma placa com informações. As disposições podem mudar, mas, como exemplo, temos esta placa abaixo para você entender melhor. Funciona assim: na primeira parte está o nome da estação, na segunda linha, mostra qual é destino e a bolinha – que pode ser um número ou letra, indica a linha do trem que passa na estação.

Em alguns casos, algumas placas não indicam destinos específicos; isso quer dizer que você pode pegar trens que vão para o norte ou para o sul da cidade (só para o norte e sul? Isso mesmo, vamos explicar para você mais para frente!).

Nas plataformas, também existem sinalizações indicando por onde os trens passam. Neste exemplo, a placa sinaliza que para ir ao sul e Brooklyn, você deverá pegar os trens A, B, C ou D. Já para ir para o norte e The Bronx, deverá pegar o trem 1.

Todos os trens vêm identificados com o número ou letra; Não estranhe se você ver linhas diferentes passando pela mesma plataforma, isso é super comum; pela mesma plataforma podem passar trens das linhas 1, 2 3, A, B e assim por diante, que podem não pertencer a um mesmo grupo (azul, vermelho, verde etc). Cuidado, nem sempre elas continuam no mesmo caminho; em alguma estação elas podem mudar a rota e se dividirem. Por isso, não suba no primeiro trem que aparecer, fique atento as placas e se sentir dificuldade, peça ajuda a um agente da estação.

Também, as linhas são divididas em dois tipos: as expressas (não passam em algumas estações e são identificadas por um círculo  preenchido) e as locais (passam em todas as estações e são identificadas por um círculo não preenchido – elas só possuem o contorno), como no exemplo abaixo.


Dicas importantes: preste atenção aos avisos dentro da estação; eles podem ser relacionados às mudanças de horários ( o metrô funciona 24h, mas pode variar  de acordo com cada estação), linhas e trajetos, tanto aos finais de semana quanto nos dias de semana. Ah, e preste atenção na faixa amarela. Fique sempre atrás dela, ok?

  1. Uptown e Downtown.

No metrô nova iorquino só é possível ir para apenas duas direções: Uptown, Downtown, ou seja, para o norte ou para o sul da cidade. O Uptown abrange o norte da ilha de Manhattan, Queens e Bronx; já o Downtown, o sul da ilha e Brooklyn. Isso é muito importante, pois se você desejar ir ao extremo oeste, é melhor não escolher esse meio de transporte como alternativa. Opte por fazer o trajeto de ônibus, táxi ou a pé.

Mas, como saber para qual direção ir? Se você estiver em uma rua ao sul, por exemplo, na 23 e deseja ir para uma rua acima, deve sempre pegar a direção Uptown. Já se estiver em uma rua ao norte, como a 42 e quer ir para ruas abaixo dela, deve pegar a direção Downtown.

  1. Orientação por mapas

Item obrigatório antes de pegar algum trem: mapa! Ele é gratuito e bem fácil de conseguir; basta você ir em uma cabine dentro da estação e pedir um “subway map”. No primeiro momento, você vai notar que o mapa envolve o Bronx, ao norte, Brooklyn, ao sul, a ilha de Manhattan e o aeroporto JFK – isso mesmo, o metrô tem uma conexão com o aeroporto, uma ótima e rápida alternativa para chegar rápido e não se atrasar para os voos!

Todas as linhas são identificadas por cores, números e letras e as estações são marcadas pelo nome e possuem bolinhas pretas (com paradas de trens locais) e bolinhas brancas ( com paradas de trens expressos).

Caso você tenha esquecido de pegar o mapa em papel, existem mapas interativos dentro das estações, em que você pode consultar o funcionamento das linhas, rotas, horários e outras informações.

  1. MetroCard

O MetroCard é uma “mão na roda” para viajar com mais tranquilidade e segurança pelo metrô de Nova York, além de ajudar a economizar nas passagens. Para comprar é bem simples; eles são vendidos nas cabines das estações e na primeira compra possui uma taxa de US$1 – que não é cobrada nas próximas recargas.

São oferecidas algumas opções com recargas e dias de duração variadas. São elas:

7- day unlimited card: nesta opção, você pode usar o metrô de forma ilimitada por 7 dias. O valor da recarga sai por US$31.

30 – day unlimited card: é o mesmo esquema do anterior, só que ao invés de 7 dias, você pode utilizar por 30 dias de forma ilimitada, ou seja, por um mês completo. O valor é um pouco mais alto, sai por US$ 116,50.

Tanto no “7- day unlimited card”, como no “30 – day unlimited card”, não é permitido dividir p cartão com ninguém. Não tente fazer o teste, porque a catraca bloqueia na hora!

Pay Per ride: é possível carregar um valor específico no cartão – de US$ 5 a US$100. Com ele, você pode usar o cartão quantas vezes quiser e ainda dividir com diferentes pessoas.

O valor avulso da passagem, o “Single Ride Ticket”, sai por US$3 – o que não compensa muito-. Vale a pena usar as outras opções, já que escolhendo uma delas, a tarifa é reduzida para US$2,75.

Para recarregar o MetroCard ou comprar o bilhete avulso , você pode utilizar as máquinas de recarga, que aceitam valores diferentes. Basta escolher o idioma – vá no Inglês ou Espanhol, pois a máquina não tem o Português como opção- e seguir as instruções. E olha que legal, a cada recarga você ganha US$1. Então, por exemplo, se for carregado US$10, o valor total fica US$11!

  1. Regras de etiqueta

Como em qualquer metrô do mundo, em Nova York também existem algumas regras de comportamento e vale lembrar algumas para não cometer uma gafe daquelas! Olha só:

– Os nova iorquinos não gostam muito de contato visual. Então, para evitar confusões, não fique encarando ninguém, por mais que você tenha achado a pessoa bonita. :p

– Converse discretamente, eles costumam chamar a atenção quando a conversa está um pouquinho “alta”.

– Espere todas a pessoas saírem do vagão para entrar.

– Fique à direita das escadas rolantes e deixe sempre o lado esquerdo livre.

– Ceda os lugares para idosos, gestantes, crianças de colo e pessoas com dificuldade de locomoção.

Com essas informações, tenha certeza que você vai arrasar no metrô de Nova York seja durante o seu High School, Graduação ou Curso de Idiomas com a CI. Boa viagem!

CI Intercâmbio e Viagem

CI Intercâmbio e Viagem

A CI Intercâmbio e Viagem produz o blog Caia no Mundo e é a maior empresa de intercâmbio e turismo jovem do Brasil. Mais de meio milhão de pessoas já embarcaram com a CI para conhecer o mundo em viagens que unem estudo, trabalho e lazer.

Saiba mais em ci.com.br

Receba Nossa Newsletter

Cadastre-se e fique por dentro de todas as novidades e promoções da CI.

Your Header Sidebar area is currently empty. Hurry up and add some widgets.