Embarcando!

Olá, meu nome é Guilherme Blazeck, moro em Sorocaba no interior de SP e hoje irei embarcar para Kelowna no Canadá como intercambista.  Durante seis meses contarei a minha experiência aqui no blog e espero que a minha viagem incite outros à embarcar em um intercâmbio.

O intercâmbio, a experiência que milhares de jovens querem vivenciar, sem dúvida é uma grande oportunidade de crescimento pessoal, diversão e aprendizado. Mas nada que é tão bom pode ao mesmo tempo ser tão fácil, existem várias etapas e processos após a escolha do destino, começando pelo application.

O application nada mais é do que um conjunto de fichas que você preenche informando o seus dados e os da sua família, sua ficha médica, histórico escolar, fotos, carta para HostFamily, documentos, etc. Enfim, são 16 fichas ao total que descrevem quem você é, a partir delas, você é encaixado em uma família de acordo com seus interesses. No meu caso, comecei em outubro de 2014 para ir em janeiro, mas optei por ir em agosto porque é o início do semestre letivo do Canadá.

Depois vem a passagem e o visto, já menos complicadas e que demandam menos tempo. Só é preciso entregar a documentação pedida e pagar uma taxa para a empresa, eles pedem até 15 dias úteis para o retorno do passaporte com o visto, não me lembro exatamente o quanto demorou comigo, mas foi antes prazo estipulado.

Ai começam as reuniões de embarque, onde tudo começa a tomar maior grau de realidade, é um choque que te faz acordar para o que está acontecendo, aumentando cada dia mais perto do embarque. Cada pessoa sente de um jeito diferente, eu, por exemplo, estou bem tranquilo. Faltam 10 horas para eu embarcar. Acho que esse choque virá todo de uma vez quando eu entrar no avião.

Voltando aos preparatórios, uma parte bem estressante (e gostosa ao mesmo tempo) é a arrumação das malas, principalmente quando tem-se uma mãe preocupada igual a minha. Aquela que quer colocar tudo na mala, não importa se você vai chegar em um verão de 35°C ela insiste em colocar casacos, jaquetas, moletons…

Quando eu chegar em Kelowna, ainda terei pela frente mais ou menos um mês de verão, por isso não comprei roupas de frio aqui. Além de serem bem mais caras aqui no Brasil, não dão a garantia de serem boas para o inverno negativo de lá.

Outra coisa que me ocupou a cabeça por bastante tempo foi o que levar para a minha host family, mas acredito que me saí bem. O diálogo nessa hora é bem importante, troquei vários e-mails com a minha host mother e também falei com o meu host brother pelo Facebook. Além de ajudar a pegar certa intimidade antes do primeiro encontro, quebra o gelo e rende boas dicas do que levar para eles. Mas também é legal comprar outras lembrancinhas para as pessoas que você conhecerá lá.

Comprei vários chaveiros e alguns abridores de latas todos temáticos do Brasil como presentes “coringas” para as pessoas que eu conhecer lá. Para entregar aos mais especiais, também comprei várias canetas do meu Verdão do coração, que não poderia ser outro verde a não ser o do Palmeiras.

Para a host family, estou levando uma bandeira do Brasil que pretendo escrever algumas coisas e lembranças marcantes que eu tiver lá (só vou entregar no fim do programa), um kit para fazer caipirinha (por ser um drink bem característico do Brasil), algumas receitas brasileiras, um conjunto de colheres com pedras brasileiras assim como um cão e um gato esculpidos (porque eles tem um cachorro e um gato lá). Comprei também alguns toys para o cachorro e o gato. Mas a grande aposta foi nos chinelos que eu personalizei com o seus nomes e o emblema do time de hóquei no gelo que eles são fanáticos.

11911503_963691360319806_1296011773_n 11912969_963691353653140_1664106125_n 11930664_963691333653142_39084387_n

Gostaria muito de continuar descrevendo aqui para vocês essa experiência maravilhosa que eu estou vivendo, mas se eu continuar escrevendo sobre tudo é capaz que eu perca o vôo Hahaha. Até logo, vejo vocês no Canadá!

Guilherme Blazeck

Guilherme Blazeck

Guilherme é de Sorocaba, interior de São Paulo. Durante seis meses o #ViajanteCI cursará ensino médio no Canadá, numa cidade chamada Kelowna em BC. Vai mostrar pra gente como são as coisas diretamente do outro lado do ocidente.

Receba Nossa Newsletter

Cadastre-se e fique por dentro de todas as novidades e promoções da CI.

Your Header Sidebar area is currently empty. Hurry up and add some widgets.