Entrando numa (inesquecível e agradável) fria no Marrocos

Não posso dizer que fui pego de surpresa com o frio que encontrei logo na chegada ao Marrocos, no Norte da África, no último dia 25 de janeiro. Como “macaco velho” em viagens, tive o cuidado de verificar o que as previsões do tempo apontavam para o período de 3 semanas nas quais desenvolveria uma série de atividades pelas terras desbravadas inicialmente pelos bérberes (que, aliás, continuam por aqui).

Enfim, estamos no inverno marroquino e, considerando que o país está a 14 km da Espanha – numa imaginária linha reta cortando o Estreito de Gibraltar – algum frio era esperado, e normal.

Disse, porém, “algum frio”; diferente do “muito frio” encontrado na primeira semana. As temperaturas, que conforme as previsões deveriam estar entre 5°C e 15°C, despencaram para -2°C, em Ouarzazate, meu terceiro destino de viagem (os dois primeiros foram Casablanca e Marraquexe). O lado bom de ter entrado nesta fria é que acabei vivendo um momento especial – com direito a registro de nevasca (que não acontecia há 20 anos por aqui).

Nos posts a seguir, um resumo desta primeira semana, com informações, curiosidades, dicas e fotos.

Legenda: Para quem veio de Erechim, no Norte do Rio Grande do Sul, o frio não chegou a assustar.
Salus Loch

Salus Loch

Salus Loch é jornalista, advogado, escritor e fotógrafo amador, mas, acima de tudo, é um apaixonado por contar histórias e conhecer o mundo. Cada canto dele, se possível. Depois de passar uma temporada na Ásia, agora volta ao ar direto do Marrocos. Aqui, você irá conhecer os mistérios, encantos e curiosidades deste incrível país do Norte da África. Venha conosco - e satisfaça sua alma!

Receba Nossa Newsletter

Cadastre-se e fique por dentro de todas as novidades e promoções da CI.

Your Header Sidebar area is currently empty. Hurry up and add some widgets.