…Frankfurt


Finalmente coloquei os meus pés na Europa… ah Europa!!! “So exciting”!!!! depois de 11 horas de vôo me sinto um pouco cansada, mas não terei como fugir da imigração…confesso que fiquei um pouco preocupada, pois sei um pouco da fama da imigração inglesa, mas a alemã, não sabia se eles seriam chatos ou se seriam bem tranquilos.. mas, a segunda opção foi a que esperava, afinal, não seria legal ser barrada na imigração, não é mesmo?

Inclusive quando estive falando com a imigração ele disse: “ah, from Brazil”, “Obrigado” e foi aí que tive a minha primeira impressão sobre a Alemanha..

Estava preocupada também com uma coisa extremamente importante, o idioma, pois não sei nada de alemão, mas sei que eles falam inglês e conseguiria me virar, mas para não ser uma turista nada legal, aprendi alguma palavras, tais como Obrigado! (Dank!) e bom dia e boa tarde (Guten tag!), note que enonomizei uma palavra pra aprender…

Bom, com a minha big mala na mão, minha mochila, e claro, com o endereço do hostel na outra mão, me aventurei a procurar o “bus stop” para chegar ao hostel, e durante esse trajeto, perguntei para as pessoas se poderiam me ajudar, e todos foram muito hospitaleiros e amigáveis, sendo assim, consegui achar o meu caminho facilmente, no qual já tinha feito uma reserva por uma noite.

Eu me hospedei no hostel da hostelling international, pois é uma rede muito confiável, é limpa, segura e sempre tive boas referências dela, inclusive, fiz a minha carteirinha pela Ci. Normalmente os quartos são compartilhados, e nesse quarto em específico tinham 4 camas, mas depois que me instalei, descobri que só eu ficaria no quarto, olha só comecei com sorte, mas se bem que compartilhar o quarto com alguém de outro país, poderia ser uma experiência interessante, mas algumas vezes nem tanto assim, bom, isso tudo depende da sua sorte… de qualquer maneira, apesar do cansaço, prometi a minha família que daria notícias logo que conseguisse, então acessei a internet, e mandei e-mail para avisar que cheguei bem, depois disso, em vez de ir descansar, corri contra o tempo para aproveitar meu único dia em Frankfurt… E ainda bem que fiz isso, pois caso pensasse em descansar, o dia já teria passado… por aqui na Europa nessa época costuma escurecer as 21h00, então o dia rende bastante…

Em Frankfurt estava realmente muito calor e então, pensei, nossa, não devia ter trago essa jaqueta, pois teria apenas dias de calor por aqui, mas depois de dois dias, agradeci de ter a minha jaqueta comigo….

Frankfurt é uma cidade encantadora e tem uma certa similaridade com a cidade de São Paulo, pois é uma cidade bem “Business” e as pessoas super bem vestidas e claro, outras bem descoladas, principalmente, vestindo “xadrez” hehehe, mas ela não tem a loucura que a minha cidade tem, pois o transporte público funciona muito bem, muitos utilizam a bicicleta como o meio de transporte, sendo assim, é muito comum ver um homem de terno e gravata, andando de bicicleta. Os alemães, pelo menos aqueles que conheci, foram muito atenciosos e amistosos.

Para quem gosta de arquitetura, com certeza deve vir a Frankfurt, porque há prédios lindíssimos que parecem obras de arte.

Depois de passear um pouco e comer um lanchinho, voltei ao hostel, tomei um banho e desci, com a expectativa de fazer novos amigos no hostel e eis que não demorou muito e dois rapazes que estavam bebendo “umas”, me convidaram para se juntar a eles, e então, ficamos conversando sobre o Brasil, sobre a Alemanha e sobre outros assuntos… e inclusive descobri que os alemães não gostam muito do Oktoberfest, porque trata-se de uma festa estritamente pra “turista ver”, pois as bebidas são muito caras. Realmente foi muito legal conhecê-los, pois eram boas pessoas, inclusive me convidaram para conhecer outra cidade da Alemanha, chamada, Colonia, mas tive que recusar dessa vez, pois o meu tempo era curto e já tenho tudo meio que planejado.

Bom, de qualquer maneira, então vai ai uma dica, quando se hospedar num hostel, tente interagir com outras pessoas, porque além de você não ficar sozinho, é uma oportunidade de conhecer outra cultura e claro praticar o inglês…. mas, então quando percebi que estava ficando tarde, decidi ir pro quarto descansar, pois teria que acordar muito cedo para pegar o trem rumo a Amsterdam.

Há hostels dessa rede, que incluí o café da manhã, porém começa a servir depois das 7h30 e por isso perdi uma refeição, então vai outra dica, verifique se o hostel oferece o café da manhã, se sim, é bom pensar para sair apenas depois do café da manhã.

Nossa, gostaria muito de ter ficado por lá, ao menos mais um dia, but, fazer o quê, né?

Bom, acho que é isso…., aguardem as minhas aventuras por Amstedammmmmmm!!!!!!

Galeria de fotos:

Jaqueline Lima

Jaqueline Lima

A #ViajanteCI embarca sozinha e vai contar as aventuras pela Europa.

Receba Nossa Newsletter

Cadastre-se e fique por dentro de todas as novidades e promoções da CI.

Your Header Sidebar area is currently empty. Hurry up and add some widgets.