Guia de parques pelo mundo

Amenizando o ritmo frenético das metrópoles ou abrilhantando o roteiro de qualquer viagem, os parques nunca saem de moda. Na semana do meio ambiente, selecionamos algumas das mais inspiradoras cidades verdes. Agora vamos falar desse verdadeiro pulmão urbano, que também é o cartão postal deslumbrante das maiores capitais.

Visitar um parque ou uma reserva ecológica significa ter as mais diversas opções de lazer ligado ao meio ambiente, cultura e esporte, sentindo-se parte daquela cidade. Nosso guia vai do silencioso e apaixonante Tiergarten, em Berlim, ao agitado Hyde Park. O parque londrino vai receber dois shows do Rolling Stones e um festival no mês de julho, atraindo mais fãs para a sua natureza.

Hyde Park, Londres (Inglaterra)

1

Bem no coração da capital inglesa está uma das mais fantásticas áreas verdes e multiculturais de Londres. O Hyde Park abrigou duas competições dos Jogos Olímpicos de 2012 e está no lado esquerdo do peito da juventude. Já serviu de palco para festivais e o show histórico de 1969 do Rolling Stones, banda que faz seu retorno ao parque nos dias 6 e 13 de julho. Com mais de cinquenta mil pessoas sobre o gramado verde do Park, Madonna tocou o “MDNA” no ano passado.

Oficialmente reconhecido como um dos Parques Reais de Londres é curiosamente lembrado pela Esquina do Orador, local onde a população coloca a boca no trombone. O parque está no centro da capital em umas das maiores áreas verdes da cidade, são 2,5 km² de extensão contando os jardins Kensington, que ficam adjacentes. De restaurantes até um centro de aprendizado sobre a vida selvagem, há ainda um clube de tênis, um boliche e cavalos para o hipismo. Um dos sucessos no verão, o aluguel de cadeiras reclináveis transforma o Hyde Park em uma verdadeira “praia” londrina. Pegue a sua.

Reserva Ecológica Costanera Sur, Buenos Aires (Argentina)

2

Gigante espaço verde com pássaros pra se observar de perto na costa do Rio da Prata, a Reserva Ecológica Costanera Sur é uma vitrine espetacular de ecossistemas nativos. O cenário natural em plena metrópole de Buenos Aires é habitado por 200 espécies de pássaros, iguanas, serpentes, castores e outros animais característicos das lagoas e biomas pampianos.

Vale dar uma volta sem pressa nenhuma de terminar, descobrir os diversos bosques silvestres, tomar sol e se jogar nas áreas de repouso. Os ciclistas aproveitam tranquilamente das ruas de terra batida. A Reserva Ecológica de Buenos Aires, como também é conhecida, está aberta durante todo o ano, e o acesso é gratuito.

Central Park, New York (EUA)

3

O majestoso quintal dos nova-iorquinos. Um dos maiores orgulhos verdes da população norte-americana. Quem vai, sai dizendo “I Love NY” na hora. O pulmão de Nova York chama-se Central Park, com uma área de 3,5km², que seria o triplo do Parque Ibirapuera. Para curtir o momento, fazer piqueniques, praticar esportes e babar em diversos monumentos e jardins. São centenas de pontos turísticos, cantinhos surpreendentes e 93 km de trilhas e alamedas onde é possível pedalar, andar de patins ou até de charrete.

No inverno, o cenário muda completamente de tom. Do verde para o branco da neve, a estação traz ótima oportunidade pra quem curte a patinação no gelo. O lugar certo para começar a visita lá é o The Diary, prédio em estilo gótico que sedia o Centro de Visitantes, onde é possível ter a rica programação de atividades do parque. Considerado o “coração do parque”, o terraço de Bethesda é requisitado por turistas, lá está a Fonte do Anjo das Águas, que foi esculpida em 1873.

Tiergarten, Berlim (Alemanha)

4

Não tem como dançar ou estudar em Berlim sem se encantar com as belezas naturais e seus parques de folhagens verde escura e clara. Cerca de 30% da área urbana da cidade é composta por parques, bosques e rios. Localizado na região central, o parque e o bairro de Tiergarten colaboram com a atmosfera ecológica da cidade, fazendo de Berlim a mais verde da Alemanha. Monumentos como o Siegessäule e o Palácio de Bellevue compõe o entorno

Frequente post no instagram de quem visita, o Tiergarten é perfeito para um agradável passeio e ficar em silêncio. Não se escutam ruídos de carro e a paisagem bucólica é de arrepiar. Longos passeios de bicicleta, futebol e outros esportes são boas ideias, lembrando que no verão tem pontos de nudismo no parque. No inverno, dá para patinar em seus pequenos lagos congelados.

Jardim Botânico, Montreal (Canadá)

166600_260741_detail_eplv

Localizado perto do Estádio Olímpico na parte baixa da cidade, o Jardim Botânico de Montreal é um dos maiores do mundo. Alegre sua vista com uma ampla paleta de cores exóticas e plantas de todos os lugares do planeta. O museu cultiva uma coleção de 26 mil espécies, 10 estufas de exibição e 30 jardins temáticos, e está disposto a oferecer informação para os mais curiosos através do ponto “Green Information”, onde são distribuídos artigos de profissionais sobre flores e plantas. Um dos destaques nos jardins artesanais está o Shanghai Dream Lake Graden, uma réplica de um jardim chinês do século 14.

Que tal um viver um momento especial nos parques? Aproveite para visitar alguns desses cartões postais verdes durante seu intercâmbio, ou durante um Mochilão.

CI Intercâmbio e Viagem

CI Intercâmbio e Viagem

A CI Intercâmbio e Viagem produz o blog Caia no Mundo e é a maior empresa de intercâmbio e turismo jovem do Brasil. Mais de meio milhão de pessoas já embarcaram com a CI para conhecer o mundo em viagens que unem estudo, trabalho e lazer.

Saiba mais em ci.com.br

Receba Nossa Newsletter

Cadastre-se e fique por dentro de todas as novidades e promoções da CI.

Your Header Sidebar area is currently empty. Hurry up and add some widgets.