Ha Long Bay: O dragão desceu; você sobe!

A Baía de Ha Long, localizada na província de Quang Ninh, é um dos destinos turísticos mais desejados e visitados do Vietnã. E não é para menos. A paisagem do local, distribuída aos longo de suas quase 3 mil ilhas e ilhotas de calcário, é surreal. Não à toa que a UNESCO declarou a Baía, por sua beleza estética, como Patrimônio da Humanidade em 1994, e como patrimônio geológico e geomorfológico, no ano 2000. De quebra, em 2011, Ha Long Bay passou a engrossar, também, a lista das ‘Sete Novas Maravilhas Naturais do Mundo’, ao lado, entre outras, das Cataratas do Iguaçu, no Brasil/Argentina, e da Floresta Amazônica.

Numa tradução literal, Ha Long significaria algo como “dragão descendente”. Diz a lenda que o cenário surgiu no momento em que um dragão que vivia nas montanhas decidiu dar um “mergulho” no mar, sendo que o impacto de sua cauda teria gerado enormes crateras e vales, que mais tarde teriam sido preenchidos com água. Água verdinha e cristalina, diga-se de passagem.

Graças a este suposto mergulho do dragão, você pode, hoje, alcançar o topo de uma das mais fascinantes montanhas do complexo, a de Tip Top Beach. A praia está incluída nos principais roteiros e tours programados pelas centenas de empresas de turismo que se apinham nas ruas de Hanoi, capital do país, ou na própria cidade de Ha Long. A boa notícia é que, com tanta concorrência, os preços se tornam mais competitivos.

Para se chegar à Ha Long Bay existem inúmeras maneiras. A mais tradicional é por meio das excursões de um, dois ou três dias partindo de Hanoi. De ônibus, de Hanoi até Ha Long, a viagem leva entre 3 horas e meia à 4 horas, dependendo do tráfego. O mesmo trajeto, porém, também pode ser feito de barco, carro, táxi, moto, avião e, para os mais afortunados, a partir de cruzeiros luxuosos. Enfim, vai depender de seu planejamento e, claro, da grana que você tem para investir.

Há ainda quem prefira vir direto à charmosa Ha Long e fechar o pacote lá mesmo. Foi o que eu fiz, por exemplo. Há uma infinidade de hotéis e hostels com preços bacanas e os mesmos tours e roteiros oferecidos em Hanoi podem ser encontrados em Ha Long, mas com um preço ainda menor. Geralmente, quem oferece o pacote é o próprio hotel/hostel – onde você pode tentar “chorar” um descontinho, já que escolheu se hospedar com eles. As fotos falam por mim: se você estiver no Norte do Vietnã, venha pra Ha Long. Você não vai se arrepender!

A ponte de mais de 1 km une a cidade de Ha Long.
A ponte de mais de 1 km une a cidade de Ha Long.
Uma das 4 vilas de pescadores distribuídas ao longo da Baía.
Uma das quatro vilas de pescadores distribuídas ao longo da Baía.
A Baía de Ha Long é uma das 7 novas maravilhas do mundo moderno. Vai perder?
A Baía de Ha Long é uma das 7 novas maravilhas do mundo moderno. Vai perder?
Tip Top Beach: você no topo, agradeça ao dragão!

Para mais fotos, me siga no Instagram: @salusloch

Saiba mais sobre Ha Long:

  • Ha Long Bay tem uma área de 1.553 km², incluindo as quase 3 mil ilhas – a maioria constituída de calcário, que passou por 500 milhões de anos de formação. As ilhas também são o lar para mais de 60 espécies de animais e 15 espécies de flores endêmicas.
  • Há no local registros de presença humana que remontam ao ano de 18.000 a.C. Isso mesmo! Tempo pra chuchu. Imagine, então, a idade do dragão!
  • Muitas ilhas do complexo têm cavernas de uma beleza ímpar em seu interior; Thien Cung Grotto é uma das mais visitadas pelos turistas.
  • E que tal morar  no paraíso? Para cerca de 1,6 mil pessoas isso já é realidade. Eles são pescadores que vivem em quatro vilas distribuídas ao longo da baía. Na foto, uma vila de pescadores no caminho para Tip Top Beach.
  • O clima na Baía é tropical úmido, com temperaturas médias que variam de 17° C até 27° C. Há duas estações bem definidas: o verão (quase todo o ano), quente e úmido, e o “inverno” (entre dezembro e fevereiro), seco e “menos quente”.
  • A introdução de passeios turísticos “amigos do meio ambiente” é uma novidade em Ha Long. A proposta visa minimizar os impactos ambientais causados pelos visitantes, que já isso fez com que parte de mangues e outros ecossistemas locais se perdessem ou sofressem grandes avarias.
  • A cidade de Ha Long, que abriga a Baía do mesmo nome, é bem interessante. Dividida por uma imponente ponte de mais de 1 km (foto), o visitante pode encontrar de um lado a área para os turistas, repleta de hotéis, lojas e restaurantes (esta parte é chamada de Bay Chay), e do outro, a cidade “de verdade” (Hong Gai), que conta com mais de 220 mil habitantes, mas também é muito bem abastecida pelo setor de serviços, embora tenha pouquíssimos hotéis.
  • Em nenhuma das fotos desta matéria foi utilizado filtro!
Salus Loch

Salus Loch

Salus Loch é jornalista, advogado, escritor e fotógrafo amador, mas, acima de tudo, é um apaixonado por contar histórias e conhecer o mundo. Cada canto dele, se possível. Neste blog ele vai narrar, através de reportagens e fotos, um pouco de suas andanças – que cortam, no momento, o Sudeste Asiático. Detalhe: assim como você, ele evita gastos desnecessários em viagens. Os mochileiros irão gostar!

Receba Nossa Newsletter

Cadastre-se e fique por dentro de todas as novidades e promoções da CI.

Your Header Sidebar area is currently empty. Hurry up and add some widgets.