Hey Ho! Let’s Go: roteiros eletrizantes para curtir o Dia do Rock

Imagem 1

Já pensou encontrar Keith Richards ou Iggy Pop comprando roupas de couro no East Village de Nova York? Que tal vivenciar o clima festivo de onde os Rolling Stones tocavam ou curtir a noite que já revelou Pearl Jam? Se você é roqueiro novo ou mais velho, prepare seu coração.

São muitas experiências legais que você pode ter plugando sua viagem numa Gibson. Inclusive, você pode tocar uma guitarra dessas num super museu de Londres. Depois de ler esse post, você vai andar por bairros descolados e viver um momento único, e ainda poderá se sentir dentro de uma capa do David Bowie ou do Beatles.

Confira dicas de roteiros eletrizantes que passam por redutos memoráveis, estúdios de gravação e ruas famosas em clima do Dia do Rock. Hey ho! Let’s go!

Seattle (EUA)

Imagem 2

A maior cidade de Washington figura no topo da lista de destinos roqueiros mais recentes pra visitar nas Américas. Já ouviu falar no grunge? O gênero de camisa xadrez e calça larga nasceu nos seus bairros e ficou bastante famoso também fora de lá. Foi na verdejante cidade de Seattle que surgiram Alice in Chains, Nirvana, Pearl Jam, Mudhoney e outras bandas alternativas que o mundo aplaudiu.

Além desse passado, a cidade continua interessante como pólo cultural jovem. Encontre música nova saindo do forno na Sub Pop, que fica na Quarta Avenida. Eles foram os primeiros a contratar o Nirvana e várias bandas grunges.  Quer ver o palco que foi responsável por revelar o Pearl Jam? Vá conferir a noite do The Crocodile, bar do baterista do Alice in Chains, outro sucesso grunge nos anos 1990. Com uma quadra de basquete na área externa, a Fun House é outra casa de shows que dedica a sua programação a bandas alternativas.

Imagem 3

Dois bairros com o grunge em seus DNAs, o Fremont e o Capitol Hill, este último é considerado o hit da cena de Seattle, onde há uma escultura de Jimi Hendrix, que nasceu na cidade, tocando guitarra, e muitos centros culturais, bares de música ao vivo e baladas. É agradável passear também pelas ruas do alternativo Fremont e descobrir brechós, galerias e roupa vintage, além do espírito festivo.

Nova York (EUA)

Imagem 4

Em Nova York, o berço do punk rock nos EUA, surgiram grupos de garotos com visual chocante impactando moda, música e cultura dos anos 1970 até os dias atuais. Bandas como New York Dolls, Ramones, Talking Heads e Blondie saíram de lá pro hall da fama. Joey Ramone foi um dos muitos artistas apaixonados pela cidade que nunca dorme. De tanto que colaborou pra cena musical de Nova York, ele virou nome de rua após sua morte. A descolada Joey Ramone Place fica no mesmo quarteirão do lendário CBGB, na esquina da 2a. Avenida com a Bowery, no Lower East Side. Uma ótima caminhada pro seu roteiro.

Imagem 5

No mês de outubro, entre 9/10 e 13/10, Nova York vai receber o CBGB Music & Film Festival, evento que levanta a bandeira do renomado club que por quatro décadas movimentou a cena alternativa da cidade. Serão cinco dias com mostra de filmes e shows espalhados entre Manhattan e Brooklin. A partir de lá, você pode atravessar a ponte Williamsburg Bridge e cair no meio da cena hipster de bandinhas novas.

Se você quer vivenciar um clássico, outro templo, a Continental funciona regularmente como um bar intimista e é bastante requisitado. O local foi palco do último show de Joey Ramone e entrou na memória de muita gente que viu Iggy Pop, Guns N´Roses, Green Day, Patti Smith e os Ramones no auge dos anos 1990.  Tem que conhecer estando por lá, mesmo que os grandes shows não aconteçam mais lá.

Imagem 6

Faça como Malcolm McLaren, do Sex Pistols, e se jogue na rua mais roqueira do East Village, a St. Marks Place, onde estão as lojas de cds, vinil, estúdios de tattoo e a Trash and Vaudeville (foto). O ponto mais tradicional de roupas da área tem tudo em couro, vinil e acessórios. Já pensou encontrar Keith Richards ou Iggy Pop comprando um look lá? É provável que sim. Tome um Egg Cream, uma mistura de água com gás, leite gelado e xarope de chocolate que os punks adoravam.

Londres (Inglaterra)

Imagem 7

A capital da Inglaterra é desde a década de 60 um dos cenários mais rock’n’roll do mundo. Com cerca de 5.000 bares e pubs, foram nestes redutos musicais que muitos dos grandes nomes do rock fizeram seus primeiros shows. Nas ruas de Londres as capas de álbuns viram verdadeiros cartões portais. Vamos falar dos circuitos ligados as maiores bandas que emergiram de lá, direto pro seu roteiro de viagens.

Como falar da casa da banda mais famosa do mundo sem passar pela lendária Abbey Road? A rua onde os Beatles foram fotografados em cima da faixa de pedestre para a capa do disco que leva o mesmo nome. Lá está ainda em uma casa de número 3 os estúdios Abbey Road. Quem nunca ouviu o 11º álbum do quarteto, essa é uma boa hora de apertar o play. Não deixe de passar na Beatles Shop pra comprar um souvenir da banda.

Imagem 8

Mais um destino iconográfico do rock é da capa do álbum de David Bowie “The Rise and Fall of Ziggy Stardust”. A foto foi tirada no número 23 da Heddon Street e atualmente o cenário, que fica na região de Piccadilly, está muito agitado. Encontre o endereço de vários pubs e restaurantes interessantes.

A banda de rock mais antiga do mundo em atividades, os Rolling Stones deram seus primeiros passos em 1962 no famoso Marquee Club, que hoje deu lugar a um banco. No entanto, você pode visitar o Regent Sounds Studio, na Denmark Street, onde eles gravaram o primeiro álbum de carreira.  Esta rua no Soho tem incríveis lojas de música e também foi a morada da banda Sex Pistols. Fique um tempo por lá que vale a pena.

Imagem 9

O bairro jovem e alternativo Camden Town, onde Amy Winehouse costumava ir, tem muitas dicas pro seu roteiro rock’n’roll. Encontre lojas de instrumentos, bares, casas e pubs descolados. Aos domingos, músicos da cidade se reúnem para improvisar no Blues Kitchen onde servem até churrasco.

Além destas experiências, você ainda pode visitar o British Music Experience, na 02 Arena, que conta a história da música a partir da 2ª Guerra Mundial, aonde o rock é a grande estrela. Confira antiguidades, roupas e também um estúdio com guitarras Gibson que você pode tocar.

Liverpool (Inglaterra)

Imagem 10

Uma exposição permanente em Liverpool toma conta dos roteiros de viajantes do mundo inteiro. É a mostra definitiva com raridades da vida e da obra de quatro músicos que nasceram nessa antiga vila de pescadores e revolucionam o mundo da música pop.

Imagem 11

Situado em Albert Dock desde 1990, o museu Beatles Story guarda relíquias de John, Paul, George e Ringo. Entre as peças que podem ser contempladas pelos fãs está o documento falsificado de George Harrison, na época, menor de idade, que o permitiu viajar para tocar na Alemanha.

No circuito da noite de Liverpool, não deixe de conferir o icônico Cavern Club, que foi palco de aproximadamente 300 shows dos Beatles entre 1961 e 1963, além de apresentações dos Rolling Stones e The Who. Bandas novas como o Artic Monkeys também já tocaram no club, que fica na Mathew Street. Todo sábado a casa promove atualmente shows da banda cover The Carven Club Beatles em tributo ao quarteto fantástico, deixando um gostinho todo especial e pra cantar junto na terra das lendas.

Ficou animado em conhecer estes lugares na sua próxima viagem? Você pode estudar outras línguas e fazer um curso de idiomas de 4 semanas em várias capitais.Participe do concurso Ticket To Ride pra concorrer a um mochilão rock’n’roll pela Inglaterra.

CI Intercâmbio e Viagem

CI Intercâmbio e Viagem

A CI Intercâmbio e Viagem produz o blog Caia no Mundo e é a maior empresa de intercâmbio e turismo jovem do Brasil. Mais de meio milhão de pessoas já embarcaram com a CI para conhecer o mundo em viagens que unem estudo, trabalho e lazer.

Saiba mais em ci.com.br

Receba Nossa Newsletter

Cadastre-se e fique por dentro de todas as novidades e promoções da CI.

Your Header Sidebar area is currently empty. Hurry up and add some widgets.