Hey, você esta em Gales!


Hoje foi um dia muito importante na viagem! Isso mesmo, hoje atravessei mais uma fronteira! Sai de Bath em direção a Cardiff, capital do país de Gales. No começo eu ate pensei, nem é bem uma grande travessia, já que não tive que passar por nenhum tipo de serviço de imigração. Lembra-se? Estamos no Reino Unido! Grande ilusão da minha parte, nas próximas linhas vocês entenderão o por que.

Bem, deixei Bath, numa despedida calorosa do pessoal do hostel. Votos de sucesso e saúde para todos. Eu havia planejado viajar bem cedo, pois teria apenas 1 dia para explorar Cardiff. Seria muito bom chegar cedo e aproveitar tudo o que a cidade tinha pra oferecer. No trem, deu para estudar bem a historia do País de Gales e eu ainda aproveitei para analisar melhor o roteiro da viajem, pois estando aqui você percebe o que realmente vale a pena você ver. O legal é sempre diferenciar, pois ver as mesmas coisas a viajem toda é entediante. Quando você estiver fazendo o seu roteiro note bem para que isso não aconteça! Ate agora o roteiro que fiz inicialmente teve poucas alterações e eu estou entusiasmado com os próximos dias, pois as coisas vão ganhar novas dimensões…

Então, durante o trajeto no trem, conheci um jovem italiano muito gente boa, nem sei como foi que a conversa surgiu, mas dialogamos bastante. Ele faz web sites na internet e estava indo para o País de Gales encontrar pela segunda vez com uma garota que conheceu num chat na net. Super falante e sorridente, ele estava levando vinho e massas para fazer um jantar italiano para a sua namorada.

Deu para perceber que ele estava bem apaixonado e eu tive o prazer de presenciar o caloroso reencontro dos dois.

Bem, a batalha agora era pra chegar no albergue. Na saída da estação, me orientaram para pegar um ônibus, mas pelo mapa deu pra ver que eu não estava tão longe e decidi ir a pé. A mochila estava super pesada, mas eu fiz 3 meses de academia para aguentar o tranco. Eu não podia fazer feio me deixando sucumbir a 15 minutos de caminhada. Cheguei no albergue quase morto, mas eu estava ansioso para aproveitar bem o dia! Deixei as coisas no hostel, peguei o mapa, a câmera e me embrenhei pelas ruas de Cardiff em busca do centro de informações turísticas. Você sempre é bem tratado num information, eles te dão tudo o que você precisa para conhecer a cidade de uma ponta a outra.

Com todas as informações que coletei, decidi conhecer o estádio do Rugby de Cardiff (Milenium Stadium), já que o Rugby é uma paixão nacional por aqui e eu não conhecia quase nada sobre esse esporte tão incomum para nos brasileiros.

Peguei um tour guiado com um grupo bem animado. Andamos por quase todos os departamentos da concentração e ao entramos no túnel para chegar no campo, já podíamos ouvir os gritos da torcida! Foi de arrepiar!!! Parecia que estávamos entrando num estádio lotado em plena final de copa do mundo de Rugby. Acabei me empolgando um pouco e dei a famosa volta olímpica, imaginado que eu estava representando o Brasil! hahaha Os imensos telões mostravam os melhores momentos das partidas de Rugby na ultima copa. Deu pra perceber por que eles gostam tanto desse esporte por aqui. O jogo é bem dinâmico e tenso o tempo todo.

Ao sair do ginásio, já embrenhado pelas ruas novamente, escutei alguém falando alguma coisa do outro lado da rua. Era um carinha jovem, na frente de um pub, falando e apontando para mim. Como eu não conseguia entender o que ele estava falando, atravessei e fui na direção dele. Perguntei o que ele falava e ele apontou para a minha blusa. Mas o que tinha de errado com ela? Era só o brasão da Inglaterra! Foi ai que eu entendi o que ele estava falando: Hey, você esta em Walles!

Nesse momento toda aquela historia que eu tinha lido no trem voltou a minha cabeça como uma avalanche! Eles ainda não aceitam o domínio inglês!

Você pode ate achar estranho, já que aqui é uma ilha só, mas o País de Gales e a Inglaterra são separados por uma barreira de montanhas que formam uma fronteira natural entre os dois paises. Essa barreira ajudou o País de Gales a manter os padrões e a cultura celta viva ate a invasão dos normandos. Depois disso, em 1535 o paíss ficou oficialmente sob a tutela dos ingleses e hoje é governado por Londres. Mas eles ainda possuem a sua própria identidade muito homogênea e distinta da Inglaterra. O não-conformismo religioso e o radicalismo político tem caracterizado o país. Ah, houve até um período em que as crianças que fossem pegas falando gales (idioma falado em Gales), apanhavam severamente. Isso para tentar matar a identidade cultural do país.

Outra questão muito forte nessa historia toda é a cerca do título de Príncipe de Gales, que sempre pertenceu a linhagem dos nobres galeses. A coisa mudou em 1272 quando Eduardo I subiu ao trono inglês. Ele decidiu conquistar o País de Gales e alem de impor o regime inglês sobre o paiss, nomeou o seu próprio filho Príncipe de Gales.

Não é de impressionar que até os dias de hoje os dois paises vivam em um clima de tensão tão grande.

Bem, vocês devem estar se perguntando se eu levei aquela surra, mas o que aconteceu foi totalmente o contrário. A maior parte dessa história que contei pra vocês, foram os rapazes do pub que me contaram. Isso mesmo, eu estava entre jovens que conhecem a histo]ória do país e estavam dispostos a fazer o que pudessem para lutar por uma mudança. Quando eu disse que era brasileiro eles ficaram maravilhados e insistiram para que eu bebesse com eles, chegaram ate a colocar o dinheiro na minha mão. Eles realmente queriam que eu ficasse então acabei aceitando só um suco mesmo, enquanto eles contavam tudo. Enquanto eles falavam eu fiquei estarrecido! Que bom que aquilo tinha acontecido. Quem sabe se daqui a alguns anos o país se torna independente e aqueles jovens serão futuros lideres da nação?

Concluindo…

Eles realmente queriam que eu ficasse a qualquer custo, mas eu havia comprado ingressos para um show e ainda precisava voltar para o albergue para esquentar a comida que havia comprado para o jantar. Nos despedimos, trocamos e-mails e tiramos fotos.

Cheguei no albergue e fui para a cozinha preparar o meu jantar. Sou uma negação na cozinha, mas até que me virei super bem. Nos dias anteriores eu estava colocando o pratinho de comida dentro do microondas sem tirar do plástico. O prato saia todo torto, quase derretido! rsrsrs Dessa vez eu fiz direitinho e jantei que foi uma beleza tomando um suco de manga.

Fui ao show, super simples mas foi legal. Eles tocaram musicas antigas de Rock (Elvis, Beatles, e outros). Tinham algumas dançarinas também, mas a maioria das músicas eu estava ouvindo pela primeira vez.

Quando deitei na cama, pensei em tudo o que tinha ocorrido nesse dia tão fantástico. Eu estava presenciando a historia acontecendo…

Ah, no estádio do milênio eu comprei uma pequena bola de Rugby que a partir de hoje é o mascote da viagem!
Galeria de fotos:

Eber Guni do Nascimento Santos

Eber Guni do Nascimento Santos

São muitas aventuras do Mochileiro e Viajante Eber pelo mundo. Desbravando a América do Sul e a Europa com vivências inspiradoras registradas aqui.

Receba Nossa Newsletter

Cadastre-se e fique por dentro de todas as novidades e promoções da CI.

Your Header Sidebar area is currently empty. Hurry up and add some widgets.