Kung Fu: uma arte milenar

Hoje, 27 de abril, é dia do Kung Fu, uma arte chinesa, e não um tipo de luta como se costuma pensar. Inclusive, chamar o Kung Fu de sistema de luta é praticamente uma ofensa, pois além das técnicas de ataque e defesa, há toda uma filosofia e modo de vida envolvidos.

Não se sabe muito ao certo quando e como o Kung Fu surgiu. Sua história é cheia de lendas e controvérsias. Isso porque todo seu ensinamento foi passado de pai para filho, perdendo-se um pouco da história original a cada geração e ganhando alguns adicionais que podem ser verdade ou não.

Kung Fu é uma palavra rica de significados, como habilidade, trabalho duro, eficiência, perseverança, competência, entre outros. Por quê? Porque o Kung Fu é uma arte que exige muita disciplina e determinação, o treinamento envolve força de vontade, resistência e superação. São todas essas exigências que fazem do kung fu uma prática completa que sincroniza e beneficia corpo, mente e espírito.

Se você gosta ou se interessa por artes marciais, vai se surpreender ao saber que muitas outras modalidades surgiram do Kung Fu, como o Karatê, o Tae Kwon Do, o Aikidô, o Jiu Jitsu e até a Esgrima!

E quando o Kung Fu se popularizou?

Foi no final dos anos 60 e início da década de 70 que o mundo começou a se familiarizar com o Kung Fu. Isso aconteceu principalmente por causa de filmes e séries de TV. No cinema, a grande estrela foi o lendário Bruce Lee.

Bruce nasceu nos EUA, mas voltou para Hong Kong com seus pais com poucos meses de idade, onde viveu até a adolescência. Desde bem jovem, Lee mostrou grande aptidão para as artes marciais, era disciplinado, exigente, rigoroso e aprendia incrivelmente rápido. Ele foi treinado por um dos grandes mestres da época, Yip Man. Aos 18 anos, Bruce foi para os EUA para estudar e fazer a vida. Foi em um dos torneios organizados por ele que Bruce Lee foi descoberto por um produtor de Hollywood. A partir daí, sua carreira decolou e ele gravou filmes como Dragão Chinês (1971), A Fúria do Dragão (1972), O Voo do Dragão (1972), Operação Dragão (1973) e Jogo da Morte (1978).

Outra figura importante para a disseminação da cultura Kung Fu foi o ator Jackie Chan. Com um estilo um pouco diferente de Bruce Lee, Chan ganhou as telonas e uma legião de fãs com o seu jeito mais descontraído. Inclusive, muitos dos seus filmes têm apelo humorístico, algo completamente inovador para uma arte tão séria quanto o Kung Fu. Chan também chamou a atenção pelo uso de materiais inusitados em suas cenas, como cadeiras, cordas, correntes ou qualquer outra coisa que estivesse por perto e pudesse ser usada para lutar ou se defender. É por toda essa criatividade que Jackie Chan é considerado o ator oriental mais querido e popular do mundo, o Mr. Nice Guy (Sr. Bonzinho, em português). No seu currículo, constam mais de 40 filmes, entre eles os sucessos Operação Dragão (1973) onde atuou com Bruce Lee,  a trilogia Police Story (1985 – 1992), A Hora do Rush (1998), Bater ou Correr (2000), O Medalhão (2003) e muitos outros!

Jet Li começou a praticar com 11 anos e foi considerado um talento tão grande que o próprio governo chinês o “adotou”, considerando-o um tesouro nacional. Foi graças a esse título que Jet Li conheceu muitas pessoas importantes do mundo artístico e começou a atuar. O ator chinês ganhou fama cedo, aos 17 anos, na série Templo Shaolin (1979). A partir daí, Li se tornou um ídolo chinês, mas ainda faltava o reconhecimento internacional, que veio com o filme Máquina Mortífera 4 (1998). A partir daí, o ator engrenou. Foram vários filmes com grandes personalidades do cinema, como Romeu tem que Morrer (2000), O Beijo do Dragão (2001) com Bridget Fonda, O Confronto (2001), Nascer para Morrer (2003), Danny Dog – Força Destruidora (2005) com Morgan Freeman, O Reino Proibido (2008) com Jackie Chan, Os Mercenários (2010) com Sylvester Stallone e muitos outros.

Tá aí mais um pouquinho dessa cultura milenar tão rica que é a chinesa. Quem sabe esse não é um empurrãozinho para você começar algo novo que só vai te fazer bem? 😉

CI Intercâmbio e Viagem

CI Intercâmbio e Viagem

A CI Intercâmbio e Viagem produz o blog Caia no Mundo e é a maior empresa de intercâmbio e turismo jovem do Brasil. Mais de meio milhão de pessoas já embarcaram com a CI para conhecer o mundo em viagens que unem estudo, trabalho e lazer.

Saiba mais em ci.com.br

Receba Nossa Newsletter

Cadastre-se e fique por dentro de todas as novidades e promoções da CI.

Your Header Sidebar area is currently empty. Hurry up and add some widgets.