Mas os ingleses vão de bicicleta!!!!


Todo despreocupado, acordei com bastante antecedência, pois queria me preparar para o tour de hoje! O roteiro previsto foi: Glencoe, Highlands e Loch Ness.

Ah esqueci de falar para vocês! Escolhi tomar esse tour hoje, pois estaria no caminho para Inverness, a proxima cidade do meu roteiro. Vejam só, se eu fosse de ônibus, pagaria a mesma coisa, mas não veria nada de legal pelo caminho. O final do tour era em Inverness, passaríamos por lugares legais e ainda teria um guia contando mais um pouco sobre a historia da Escócia para nós! Nem sei como foi que eu tive essa idéia tão genial! De repente saiu! hahaha

Como não voltaria para Edimburgo, tive que levar a mochila comigo no mini bus. O caminho do albergue ate o castelo (ponto de encontro do grupo) parecia uma via crucis, me arrastei pela subida da colina e cheguei no local quase uma hora antes do combinado, pensava eu que ainda poderia tomar um café da manha tranquilamente. Que nada! Quando virei a esquina do castelo, l’a estava o Patrick de novo, só que desta vez ele estava fritando o meu nome!

Hey, Eber sou eu!

Estava atrasado para a saída do tour e nem sabia! cheguei na ultima chamada! Que sorte de ter chegado bem mais cedo do que eu pensava!

E lá fomos nos com o Patrick novamente! No começo ele falou de novo sobre Edimburgo. Mas desta vez ele estava repetindo duas vezes o que ele falava. talvez porque o grupo de hoje era bem maior, o mini bus estava lotado!

Não rodamos muito e paramos numa fazendinha para o breakfast. Foi lá que eu conheci pessoalmente pela primeira vez uma vaca escocesa, na verdade era um Bull (touro). Mas no começo eu estava chamando de vaquinha! No local também estava acontecendo um encontro de minicarros de corrida, eram uns tipinhos muito legais.

Novamente passamos por lugares pitorescos, mas não paramos para tirar fotos. Como disse, se você tem tempo, da pra fazer tudo de ônibus, parando em cada cidade. Mas se você não tem, alugue um carro ou se adapte ao tour.

No caminho para Glencoe, o Patrick foi contando algumas curiosidades sobre kilts. A forma como ele falava era muito legal! Foi enfático ao dizer que os homens não usam nada por debaixo dos kilts. Também mostrou a faquinha que eles carregam na meia, é um símbolo do clã, mas podemos ter problemas ao usar isso nas revistas pelos lugares públicos por onde passarmos.

Finalmente chegamos nas magníficas colinas de Glencoe. Essas colinas foram palco de um dos maiores escândalos políticos da historia da Escócia. Em 1692, o líder dos Glencoe MacDonalds atrasou-se 5 dias para registrar um voto de obediência à Guilherme III, o que deu ao governo um pretexto para destruir o núcleo de apoio à causa jacobita. Durante 10 dias, 130 soldados foram cordialmente recebidos pelos MacDonalds. Às 5 horas da manhã do dia 13 de fevereiro, em um ato de traição, os soldados atacaram os MacDonalds, matando mais de 40 ainda na cama. Muitos outros morreram nos esconderijos nas montanhas.

Fico imaginando o que deve ter passado na cabeça desses soldados durante os 10 dias que estiveram com os MacDonalds. Uma tremenda traição mesmo! Chocante!

Partimos de Glencoe em direção ao misterioso Loch Ness, no caminho, o Patrick falou que haviam duas opções de passeio pelo lago. A primeira seria passar uma hora conhecendo o castelo Urquhart que fica na margem do lago e depois tomar um tour de meia hora de barco pelo lago. A segunda opção era só fazer o tour de barco por uma hora e meia. Senti que deveria pegar a primeira opção, mas um indiano sentado perto de mim me falou que tinha acabado de falar com um amigo pelo celular e esse amigo dissera que o melhor seria só fazer o tour de barco, porque o castelo não era grande coisa.

Fiquei indeciso, pois teria q pagar 3 libras a mais para conhecer o castelo. Resultado? Fui pro castelo! hahaha

De toda a galera do ônibus apenas eu e um casal decidimos pelo castelo+lago. Logo na entrada do visitor centre do castelo, fomos convidados para assistir um filminho sobre a historia do Urquhart. O filminho tinha uns 20 minutos, mas era muito bem trabalhado, parecia produção de Holywood. No final tivemos uma maravilhosa surpresa, que não vou contar pois sei q em breve vocês estarão vendo com os próprios olhos.

Depois do filminho fui andar pelas ruínas do castelo e escutei o som de uma gaita de foles. Quando percebi era uma mulher tocando e uma galera muito bem vestida acompanhando ela. Foi a primeira vez que vi uma mulher tocando gaita de foles! Depois de observar melhor e seguir a marchinha, descobri que era um casamento que tava rolando. Que mágico! Casar num castelo às margens de um lago famoso! O interessante é que também foi uma mulher que dirigiu a cerimônia! E os homens estavam todos de saia! Ops, Kilt!

No retorno para o píer, onde tomaria o barco para o tour pelo lago, parei para observar melhor a replica da catapulta que foi muito usada para atacar o castelo no passado. O passeio também valeu, pois das torres dava pra se ter lindas vistas do lago e das ruínas.

Quando cheguei no barco, lá estava o indiano com cara de desconsolo! O tempo tava fechado, o que não dava pra se ter belas fotos do lago, além disso passar uma hora e meia olhando para o lago cansa! Minha meia horinha foi suficiente! Tiramos fotos, gravamos vídeos, ele até fez uns chifrinhos em mim! hahaha Dali um pouco parecíamos amigos de tempos e ainda comemos muito chocolate juntos, ele era viciado em chocolate, eu também! Não vimos o monstro do lago, mas ficamos com uma baita dor de barriga de tanto comer chocolate! hahaha O Nessie ficou famoso por causa de algumas fotos suspeitas tiradas na década de 1930, onde o monstro aparece. Alguns acreditam se tratar de uma enguia gigante e outros de um plessiosauro. Embora as pesquisas sejam sempre envolvidas por lendas, os radares ainda apontam resultados enigmáticos. As águas muito escuras também nos deixam com a pulga atrás da orelha.

No caminho para Inverness o Patrick deslanchou a contar piadinhas sobre os ingleses, Foi hilário! Um delas, ele contou quando passamos em frente ao zoo safari. Ele disse que podíamos levar as nossas famílias para ver os animais mais selvagens e perigosos das savanas africanas, porem as janelas do carro deveriam ficar travadas durante todo o passeio. Ninguém queria correr o risco de ser surpreendido por um leão! Mas os ingleses só podem entrar no safari de bicicleta! hahahaha Que maldosos!!!! Mas foi hilário!!!

Existe uma rixa forte entre eles por aqui. É mais forte do que Brasil e Argentina ou as piadinhas de português que estamos acostumados a ouvir no Brasil. Aqui o negocio é pra doer mesmo!!! hahaha

Pronto, agora é só descer em Inverness, procurar o hostel, deixar as coisas lá e correr pro information centre! Eu queria ir para a ilha de Skye. Ainda bem que eu economizei tempo e dinheiro com esse tour!

Bem, segundo as informações que recebi do information, percebi que desbravar Skye seria um dos maiores desafios da minha vida! Por quê? Os tours partindo de Inverness eram meio fracos, sendo que eu já estava cansado de fazer tour com grupos. Três já são d+!

Dessa forma, teria que ir para a ilha e procurar alguns tours por lá ou tentar fazer alguma coisa por conta própria. Voltei para o albergue, onde conheci uns canadenses muito legais e sorridentes! Comecei a estudar o meu guia de Skye, para ver se realmente valeria a pena encarar esse desafio, ou seria melhor ficar em inverness e tentar fazer alguma coisa por aqui mesmo (museu, castelo, cidades próximas). Então, nessa hora lembrei de uma frase que li durante os preparativos para a viagem:

Na dúvida, vá na direção que o medo cresce mais!

Resolvi deixar essa decisão para o próximo dia bem cedo!

Galeria de fotos:

Eber Guni do Nascimento Santos

Eber Guni do Nascimento Santos

São muitas aventuras do Mochileiro e Viajante Eber pelo mundo. Desbravando a América do Sul e a Europa com vivências inspiradoras registradas aqui.

Receba Nossa Newsletter

Cadastre-se e fique por dentro de todas as novidades e promoções da CI.

Your Header Sidebar area is currently empty. Hurry up and add some widgets.