Na viagem tem que chorar!


Domingão! Madruguei de novo! Isso era em torno das 8:00 da manhã, mas eu estava super bem disposto. Tomei banho e café da manhã no albergue. Nem parecia que tinha ido dormir depois das 2:00 da manhã. Reparei que tinha um cara com violão dormindo no sofá perto da recepção do albergue e lembrei da minha vontade louca de trazer meu violão nessa viagem. Seria uma loucura mesmo, pois fazer trilha no Chile com ele ia ser muito punk!

Como a Internet gratuita resolveu dar pau, saí para procurar um cyber café pelas redondezas, mas como era Domingão, não encontrei nada aberto.

Quando voltei para o hostel, o pessoal já estava acordando, tomaram café da manhã, banharam-se e em seguida deixamos as coisas no locker do albergue antes de caírmos na caminhada!

A primeira parada foi no mercado San Telmo, onde Pedro e eu decidimos abrir mão de alguns pesos argentinos na compra de chapéus típicos, na verdade, os preços no Mercado estavam melhores do que naquela loja do Caminito. Chorei que nem um bebê sem leite por um desconto, mas a dona da barraca era uma rocha! Mas não é à toa que rola por aí a minha fama de ganhador de descontos, no final da compra a mulher disse que a próxima aquisição levaria desconto! Rapidamente chamamos o Lucas e o chapéu de imigrante italiano dele saiu com 5 pesos de desconto!

Em seguida, já que os nossos pesos estavam acabando, Clau e eu decidimos que deveríamos (novamente) seguir os conselhos da nossa ministra do Turismo e ceder à um câmbio menos favorável num dos poucos guichês disponíveis na calle Florida. Vai aqui, vai ali, com um chorinho conseguimos um local que trocava nossos dólares por pesos a uma cotação de 3,08 pesos por dólar!

Reconhecemos que subconscientemente nossa intensa vontade de tomar sorvete havia nos levado às proximidades de uma outra loja do Fredo, numa luxuosa galeria-shopping com pinturas no teto. Realmente fomos conquistados pelo maravilhoso sabor daquele manjar divino!

Com o passar do dia, percebemos que o nosso tempo em Buenos Aires estava acabando, logo mais, no começo da noite deveríamos estar na rodoviária partindo rumo à Patagônia.

Veja o desfeche dessa aventura no meu diário pessoal

https://youtube.com/watch?v=Fc9FAGhVx64%26rel%3D1
Galeria de fotos:

Eber Guni do Nascimento Santos

Eber Guni do Nascimento Santos

São muitas aventuras do Mochileiro e Viajante Eber pelo mundo. Desbravando a América do Sul e a Europa com vivências inspiradoras registradas aqui.

Receba Nossa Newsletter

Cadastre-se e fique por dentro de todas as novidades e promoções da CI.

Your Header Sidebar area is currently empty. Hurry up and add some widgets.