Partindo para Delhi

Ontem a noite já estava exausto e resolvi encarar novamente ir na missão de achar um lugar bom para uma refeição à noite! Fiquei pelo hostel mesmo! Peguei um pacote de biscoito de chocolate que tinha comprado em alguma vendinha por aí, minha PRECIOSA garrafa d’água (impossível viver sem por aqui), meu vício e claro, meu inseparável amigo de viagem, iPod! Subí p/ terraço onde tenho vista para o Ganges e lá coloquei os fones de ouvido.

Lá em cima estava tão escuro que até queimei de leve meus dedos, no que tentava usar o isqueiro como lanterna! ohhh…lua cheia, céu estrelado, PERFEITO! Devorei minha deliciosa janta (biscoito), acho que tava com fome e não sabia! E, algumas horas depois desci para meus aposentos.

Baixei as fotos da câmera e separei algumas especiais para vocês! Terminei de redigir meu 3º post (espero que tenham gostado) e quando vi já era 03h00 da manhã!! Nossa! preciso deixar minhas coisas pré-arrumadas, o check out é ao meio dia e às 13h chega meu taxi (claro que teria que caminhar por uns 20-30min até chegar na rua principal, onde passam os carros).

Bem, meu voo é as 17h, to indo super cedo eu sei, mas achei melhor assim porque Varanasi receberia a ilustre visita de um ministro sei lá das quantas, o qual nunca serei capaz de recordar o nome! Mas beleza, só a corrida que de 600 rúpias (exatamente o que me custou na vinda) passou para 950, por conta do transito que estaria, pois fechariam algumas ruas principais!!! “Um roubo!” Pensei. Depois caí em mim e lembrei que o transito aqui já é uma loucura normalmente, imagina com celebridades! Putz..não quero nem ver! Não posso esquecer de pegar uma garrafa d’água para o caminho! Pensei. Fiz as contas de conversão de moeda e vi que dava por volta de 20 e poucos dólares americanos (1 dólar = 49 rúpias) AHH! Tranquilo!

Hoje acordei que nem um anjo! Caminhei até a rua principal e por incrível que pareça dessa vez não errei uma ruela até chegar na rua principal! No meio do caminho me deparei com um hindu bem velhinho e um bicho que parecia uma cobrinha levantando a cabeça de dentro de algo que parecia um turbante emborcado no chão! Quando vi de perto….cobrinha?? Cobrinha o escambal!!

A bicha abriu umas ‘abas’ no pescoço  e vi que era uma bela de uma cobra Naja se empinando inteira, fiquei estático e enquanto pegava a máquina fotográfica (precisava mostrar isso pra vocês) o velhinho passou a mão na cabeça dela, dando uns tapinhas de leve ao mesmo que fazia uma carinho, como quem dizia “ Shhhiu! Toby não!” não acreditei e cheguei mais perto e a danada se empina de novo..caraca..tô muito perto, me afastei um pouco, tirei 2 fotos e segui meu caminho! Eu hein…vai que esse bicho perde o controle!

Desde a pré-viagem até o momento , não tive um momento de descanso, digo espiritual! Uma tremenda salada de sentimentos que envolviam preocupação, medo, excitação, felicidade, curiosidade e por ai vai, não tinha certeza se estava odiando tudo ou adorando por conta da infinidade de coisas interessantes. Respirei fundo novamente, tentando achar minha serenidade interior e senti meu espírito sorrir relaxar!

Bom pessoal, neste momento estou embarcando para Delhi! Meus amigos que conhecem a Índia e que por sinal amam tudo aqui, detestam Delhi…Oh God! Será que lá vem tudo de novo? Rsrsrs…Tudo bem!! Está tudo mais claro agora… e em poucos dias já estou sentindo mais peso na minha ‘bagagem’ com essa experiência!

Até o próximo post pessoal!!

Gabriel Canellas

Gabriel Canellas

Paixão por cozinhar e viajar! E também...COMER! Canellas considera muito importante provar os sabores dos lugares que visita. Nessa aventura além do Himalaia, serão 2 semanas de trabalho voluntário no Nepal e uns dias na Índia, passando por Delhi, Varanassi e Agra. Acompanhe a fantástica experiência.

Receba Nossa Newsletter

Cadastre-se e fique por dentro de todas as novidades e promoções da CI.

Your Header Sidebar area is currently empty. Hurry up and add some widgets.