Passeando por Gastown entre outros


Olhei no Google maps e fiquei surpresa que até o número do ônibus para pegar tinha ali para eu consultar. Fui direto para downtown conhecer a escola que vou estudar, a ILSC. Andar em Vancouver é aparentemente fácil, pelo menos até agora não tive dificuldades para chegar nos lugares que queria.

Na ILSC, fui recepcionada por uma descendente asiática, Japão ou Coréia, muito comum por aqui. Eu costumo dizer que de 10 pessoas em Vancouver, 6 tem olhos puxados. Ela me encaminhou para o quarto andar e lá encontrei uma mulher que ficou falando em inglês e no meio da conversa ela viu minha blusa do Brasil e passou a falar em português. Foi tão estranho, por que deu um, certo, alivio entender o que ela falava.

De lá pensei em dar uma volta e fui para uma catedral, bem perto dali. Quando entro na igreja está acontecendo um casamento e eu, é claro, fiquei para assistir. Foi uma experiência boa, e apesar de não entender tudo o que o padre falava, chorei junto com os convidados. Foi engraçado!

Depois segui para inGastown, onde tem vários barzinhos charmosos e acabei tendo a sorte de ver a gravação de uma serie de TV em uma das ruas. Quando eu ia tirar uma foto, a segurança disse que não era permitido bater fotos, com jeitinho consegui bater duas.

Ainda passeio pelo Seabus onde tirei algumas fotos legais. Acabei almoçando no Lookout, em um restaurante japonês e do lado deste restaurante encontrei uma brasileira, de São Paulo, que está aqui há 2 meses. Nossa tem muito brasileiro por aqui, mas dá para fugir deles e não cair na tentação de falar em português.

Quando cheguei em casa fomos comemorar o aniversário de Martim, um alemão que mora na casa de Ernesto. A noite foi bem agradável e terminou com a gente saindo para um bar próximo, chamado The Dunbar. As ruas vazias, mas segurança total, não é para dar bobeira mas a cidade é bem segura.

Uma coisa que hoje pude perceber andando pelo centro de Vancouver foi que em todo lugar existe pobreza. Mesmo nesta cidade linda, super desenvolvida, encontrei diversos mendigos e este tem sido um grande problema em Vancouver, por que a maioria dos mendigos do Canadá acaba vindo para cá por causa do clima, que é mais ameno.

Galeria de fotos:

Vanessa Braz

Vanessa Braz

Apresentadora e repórter de TV, em João Pessoa, viverá em Vancouver por dois meses. A necessidade de aprender inglês e o desejo de viajar, resultou no Intercâmbio. Confira aqui.

Receba Nossa Newsletter

Cadastre-se e fique por dentro de todas as novidades e promoções da CI.

Your Header Sidebar area is currently empty. Hurry up and add some widgets.