Passeios que são QUASE uma cilada


Antes de iniciar o post, lembro que as opiniões emitidas aqui são apenas comentários individuais (e nos quais eu e Junior concordamos plenamente). Portanto, se você, caro leitor, quiser seguir as dicas dos livros, revistas, guias e manuais sobre Vancouver, vá em frente, pois sua impressão pode ser totalmente diferente da nossa.

“Conheça uma Fábrica de Cerveja e aprenda como se faz!” – Se você receber uma proposta como esta, fuja! Vá procurar outra coisa para fazer! Normalmente, este é um dos passeios propostos pelas escolas para os alunos acima de 19 anos e eu e Junior nos entusiasmamos com a possibilidade de participar do processo artesanal de produção de cerveja. Pagamos e passeio e, ao chegar lá, com um grupo de mais ou menos 12 pessoas, tivemos uns 20 minutos de explicação, entramos numa câmara fria usada no processo de fermentação e, no final, pudemos “enlatar” cinco cervejas, cada um, e levá-las para casa. PONTO POSITIVO: durante a explicação você pode beber até dois litros de cerveja (se agüentar). A cerveja é forte, mas não é gostosa. E atenção, muito cuidado com excessos: o guia não se responsabiliza em levá-lo de volta para casa.

THE OLD SPAGHETTI FACTORY – Um dos restaurantes mais tradicionais do Canadá tem franquias em Victoria, Whistler, New Westminster, Richmond, Langley, Abbotsford, Banff, Calgary, Edmonton, Winnipeg e Toronto, e vive quase sempre cheio. Por quê?! Porque a FAMA é a alma do negócio, meus caros! Bom, convenhamos: o restaurante é lindo, bem decorado com móveis de época (tem até uma réplica de um bondinho na filial da Gastown Street), o refrigerante tem refil gratuito e as garçonetes são muito simpáticas. No mais, o espaguete da sua mamãe ou da vovó deve ser bem melhor. (Bem, levemos em conta que, para o nosso paladar, o molho de tomate é muito ativo e apimentado).

Dr. Sun Yat-Sen Classical Chinese Garden – Esse tal Dr. Sun devia ser o CARA mesmo! Ele devia ter juntado uma grana, fez um jardim chinês bem legal e bonitinho (com laguinhos, florzinhas, pedrinhas e bonsaizinhos) e deixou para a posteridade ganhar dinheiro com isso. Listado em absolutamente todos os guias turísticos sobre Vancouver, achamos que seria uma desfeita se não visitássemos o tal jardim. Fomos e, como estava quase fechando, escapamos de pagar a entrada de 14 dólares por cabeça. Se você estiver di$po$to e amar tirar fotos em jardins, bom passeio.

Galeria de fotos:

Giuliana Batista Rodrigues de Queiroz e Carlos Roberto de Queiroz Junior

Giuliana Batista Rodrigues de Queiroz e Carlos Roberto de Queiroz Junior

O casal de João Pessoa-PB embarcaram juntos para Vancouver em busca de experiências memoráveis e aprimoramento do inglês.

Receba Nossa Newsletter

Cadastre-se e fique por dentro de todas as novidades e promoções da CI.

Your Header Sidebar area is currently empty. Hurry up and add some widgets.