Primavera Sound – Parte 2


Uma noite sem grandes nomes. Assim foi a segunda noite do festival.
Na verdade o show que eu mais queria ver era o The Fall, que acabei perdendo pois fiquei trabalhando até tarde. Só cheguei as 23h00 e fui muito bem recebido pelo Chromeo. Uma dupla que faria até o Michael Jackson dançar. Um som com levada funk oldschool que faz lembrar os princípios do rap. Mais uma indicação da minha amiga Raquel. Finalmente eu a encontrei. Gente finísima, vive em Barcelona há uns 5 anos e escreve para 2 sites sobre eventos e shows.

Ficamos dando uma volta depois e passando por vários shows. A gente mudava de show como se muda de rádio. 20 minutos de Maximo Park, depois mais 20 minutos de Modest Mouse. Um pouco de Los Planetas, mais 15 minutos de Low, 20 minutos de Built to Spill. Sempre passando pelo palco onde estava o Dj Yoda que tocava um verdadeiro bem bolado, fazendo várias montagens usando recortes de grandes hits que duravam no máximo 1 minuto.

Terminado o tour fomos encontrar uns amigos da Raquel para ver a única atração brasileira do Festival. Bonde do Role. A legítima bagacera carioca só que feita por um trio paranaense. Fiquei orgulhoso de ver aquelas figuras quebrando tudo. Pankadão com muita baixaria para gringo ficar com cara de bolado, sem entender nada.

Depois de matar a saudades do som tosco da nossa terrinha fui ver Girls Against Boys. Esse foi o único show que eu vi inteiro nessa noite e realmente valeu a pena. Fazendo um rock pesado com 2 baixos, este grupo americano que começou em 88, mostrou que com a simplicidade do punk é póssivel fazer grandes músicas.

Na sequência eu vi quase todo o show do Hot Chip. Eles tem um hit ótimo, daqueles que grudam e que valeu o show, Over and Over. Música eletrônica bem dançante mas depois de uma hora confesso que cansou.

Agora era a reta final da noite. Kid Koala fez parecer coisa de criança tocar as pick ups. Muita influência de jazz e hip-hop. Eu tenho um amigo dj que quando foi no show dele não conseguia fechar a boca. Realmente é de babar a agilidade e dominio que ele tem.

Para fechar a noite mais um pouco de pankadão, agora com Diplo. Confesso que não lembro direito desta última parte da noite. Já tinha muita informação e vodka com energético na minha cabeça. Mas cheguei em casa inteiro e pronto para outra.
Galeria de fotos:

Fábio “Lino” Baroni

Fábio “Lino” Baroni

Hola ¿Qué tal? O Fábio embarcou para conhecer o velho mundo e viverá na bela cidade litorânea da espanha - Barcelona.

Receba Nossa Newsletter

Cadastre-se e fique por dentro de todas as novidades e promoções da CI.

Your Header Sidebar area is currently empty. Hurry up and add some widgets.