Saiba por que estudar Medicina na Argentina

Pensando em estudar Medicina no exterior e não sabe por onde começar? Conheça a opção de cursar a universidade na Argentina.

Medicina é uma arte. A arte de entender o ser humano, tanto do ponto de vista físico como psicológico. Uma habilidade que precisa ser constantemente aprimorada, como dito no juramento, é o compromisso constante de aperfeiçoamento intelectual e moral.

Essa paixão é o objetivo profissional de milhões de estudantes no Brasil, mas é altamente desencorajada pela dificuldade de admissão nas universidades federais e estaduais brasileiras, além do alto custo para estudar nas instituições particulares.

Para enfatizar essa realidade, no final de 2015, o portal de notícias G1 divulgou uma série de estatísticas sobre o tema. Enquanto a população brasileira cresceu 67% desde 1980, a quantidade de vagas, por exemplo, na USP e na UNESP se manteve igual, e o da Unifesp caiu 3%. Ou seja, há 35 anos eram 19 candidatos por vaga na Unicamp, hoje o número passa de 204 candidatos, 97% a mais.

Em paralelo, muitas universidades na América do Sul realizaram uma reestruturação acadêmica e conceitual, como a admissão em cursos de bacharel, principalmente para a área de Medicina. Um exemplo claro é a Argentina, que tem admitido milhares de estudantes estrangeiros todos os anos.

Existem muitos rankings universitários para analisar o nível do ensino nas instituições, sendo que o QS World University Ranking é um dos mais conceituados. A USP e a UNICAMP são as melhores universidades brasileiras na lista, mas ainda ficam atrás das argentinas, principalmente da UBA (Universidade de Buenos Aires), considerada, atualmente, uma das faculdades mais prestigiadas da América Latina. Outro dado interessante é justamente sobre o curso de Medicina. Segundo o ranking, a Argentina está melhor posicionada do que as instituições do Brasil quando o assunto é a formação de médicos.

O que muitos estudantes brasileiros não sabem é que na Argentina não existe vestibular. Se um jovem tem o sonho de se tornar médico, o processo admissional não irá impedi-lo ou retardar sua entrada em 3 ou 4 anos − essa é a média de tempo que um estudante leva para  passar no vestibular de Medicina no Brasil.

Além disso, a Universidade de Buenos Aires é de graça, não há mensalidade ou taxa de matrícula. Dessa forma, as únicas despesas do estudante são moradia e alimentação. A moradia não é república, assim os estudantes residem em apartamentos ou condomínios, muito bem equipados e localizados. A estimativa de custo varia em torno de R$ 2.000,00 a R$ 3.000,00 por mês, já incluindo a alimentação.

Ao longo de seus quase 200 anos, 15 Presidentes da República Argentina estudaram na instituição, bem como grandes personalidades da cultura do país, como o escritor Julio Cortázar. Além disso, a UBA já conquistou quatro Prêmios Nobel: de Medicina, Fisiologia, Química e da Paz.

Há também outras universidades de Medicina muito respeitadas na Argentina, como a Fundación H. A. Barceló e a Universidad Abierta Interamericana. E o melhor, médicos formados na Argentina podem atuar na Europa, principalmente na Espanha, e no Brasil.

CI Intercâmbio e Viagem

CI Intercâmbio e Viagem

A CI Intercâmbio e Viagem produz o blog Caia no Mundo e é a maior empresa de intercâmbio e turismo jovem do Brasil. Mais de meio milhão de pessoas já embarcaram com a CI para conhecer o mundo em viagens que unem estudo, trabalho e lazer.

Saiba mais em ci.com.br

Receba Nossa Newsletter

Cadastre-se e fique por dentro de todas as novidades e promoções da CI.

Your Header Sidebar area is currently empty. Hurry up and add some widgets.