Segundo destino da viagem: Berlim

Depois de uma viagem de 6 horas (com paisagens lindas pela janelinha do trem), cheguei em Berlim! 🙂

Como acabamos pegando o trem um pouco mais tarde, chegamos em Berlim no fim do dia e acabamos nos atrapalhando para chegar no hotel. Gente, vocês não tem noção do quanto é difícil entender um mapa onde os nomes das ruas não fazem o menor sentido, hehehe. Ok, é que eu não falo alemão, então decorar os nomes da ruas e estações de metrô é meio que na base do “é um nome parecido com isso, sei lá, começa com H”.

Ficamos com só um dia para conhecer a cidade e fizemos um mini-roteiro. Berlim é linda, toda cheia de construções antigas super bem cuidadas e restauradas misturadas com construções ultra modernas e estilosas. A cidade é muito diferente de todas que já conheci. 🙂

Começando na Potsdamer Platz, vimos um pouco do que sobrou do muro de Berlim.
É bem legal que pela cidade tem marcas no chão onde o muro passava …

De lá, fomos conhecer o Memorial do Holocausto, construído em homenagem a todos os judeus que foram mortos na Europa.
O lugar é muito interessante, mas tem um ar bem triste …

O memorial fica bem pertinho do Portão de Brandemburgo, cartão postal mais famoso de Berlim. Aproveitei pra comprar por lá uma miniatura para levar pra casa. Sei que normalmente essas coisas custam muito mais caro próximo aos pontos turísticos famosos, mas não ia ter tempo de procurar em outro lugar …

De lá fomos ao Palácio Reichstag, o Parlamento Alemão. Outro lugar lindo!

Uma coisa legal é que dá para subir na redoma de vidro no teto do palácio e ver a cidade lááá de cima, mas precisa ser agendado previamente no site. Infelizmente não consegui agendar porque entrei no dia e só tinha horário para o próximo domingo, e eu não vou estar mais na cidade. 🙁

Mas fica a dica, para quem for visitar, vale a pena agendar no site antes!

Essas flores amarelinhas são tipo uma praga na Alemanha, rs. No trem vi campos e campos cheios delas, e na cidade também elas estão por todos os lados. Mas são fofas. 🙂

Na foto abaixo, eu dando uma de alemã …

Depois de comer, por mais incrível que seja, estava calor suficiente para tomar sorvete! Valeu, Berlim! <3
Tem várias sorveteria Häagen-Dazs pela cidade e eu jurava que o sorvete era de lá por causa do nome complicado, hehehe, mas descobri que é americano. Errrm! Que errado.

No fim do dia fomos conhecer o Victoria Park, que merece um post separado!

O metrô de Berlim

Vale a pena comentar: o metro de Berlim é ótimo e usamos o dia todo para todos os lugares. Compramos um bilhete valido para 1 dia, que dá direito a usar quantas vezes quiser e custa cerca de 6 euros. O mais interessante é que as estações não tem catracas! As pessoas pagam porque sabem que tem que pagar, e pronto.

Não adianta tentar dar uma de esperto e não comprar o bilhete porque existem fiscais que podem pedir para ver o seu bilhete ocasionalmente. Mesmo assim, achei sensacional o fato de não ter bloqueios e as pessoas pagarem mesmo assim. Muito legal, um verdadeiro exemplo! 🙂

Ana Paula

Paula é de São Paulo, designer, libriana e blogueira do Não Provoque. Com uma mochila nas costas e 20 dias para aproveitar Amsterdã, Berlim, Frankfurt, Praga, Zurique, Paris e Londres. Ela vai contar tudo pra gente sobre a trip pra Europa durante a estação mais florida. Tudo fica mais bonito na primavera, não é?

Receba Nossa Newsletter

Cadastre-se e fique por dentro de todas as novidades e promoções da CI.

Your Header Sidebar area is currently empty. Hurry up and add some widgets.