SOBRE AS AULAS

Aqui em Pequim estou estudando em uma escola chamada Sprachcaffe. Posso dizer que é uma escola normal, com professores bem legais e uma equipe bem simpática. Não espere encontrar uma escola moderna e exemplar academicamente, pois ela não é. Porém ela está MUITO bem localizada na região de Tiananmen, em um prédio bastante elegante, com arquitetura tipicamente chinesa e que fica dentro do complexo da Cidade Proibida (Gu Gong). Nesse mesmo prédio existem outras empresas como a WWF e Associação Médica de Beijing. Quando você se aproxima da escola parece até que está entrando em uma escola militar cercado por guardas e que você precisa se identificar como estudante para poder conseguir ter acesso ao prédio. São tantos cenários diferentes aqui que eu me sinto às vezes como se estivesse vivendo em um daqueles filmes de Kung Fu aonde a qualquer momento vai aparecer o Bruce Lee na minha frente lutando com os bandidos. ehehe

Mas voltando a falar sobre a escola. Como vim em baixa temporada eu até me surpreendi com o baixo número de estudantes que encontrei aqui. Apenas 8 no total. A faixa etária posso dizer que está na casa dos 25/40 anos, mas com algumas exceções. Dentre os meus colegas encontrei um senhor sueco aposentado, muito bem humorado por sinal e que está realizando este curso pela quinta vez sempre no mês de maio em cada ano. Perguntei a ele porque estava estudando mandarim e ele disse que é apenas um hobbie para não deixar ser dominado pelo Alzheimer. Na escola só há apenas eu e outra brasileira. Os demais são todos europeus e uma coreana. A grande maioria está aqui mais por interesses profissionais, já que as empresas onde eles trabalham possuem ligações com a China e acham importante aprender o Mandarim para ajudar em seus negócios. Alguns vieram passar 2,3 ou 4 semanas, mas alguns vieram para ficar mais tempo. Como estou na turma de iniciantes, nossas aulas são ministradas em inglês. Portanto venho aqui novamente reforçar a necessidade de vir já sabendo este idioma.

Vou citar agora 3 situações que achei interessante e bem diferente encontrar aqui na Sprachcaffe diferentemente de outras escolas por onde já passei em outros países. A primeira delas é que já incluso no valor do curso a escola oferece almoço de segunda a sexta. Ou seja, no refeitório desse complexo empresarial nós temos direito ao almoço onde é servida comida tipicamente chinesa (depois comento sobre esse tema) e uma fruta como sobremesa. A segunda é que como a escola está localizada dentro da Cidade Proibida, de dentro da sala de aula enxergamos pelo vidro pessoas caminhando pelos parques muito arborizados e artistas tocando típicas flautas chinesas transmitindo uma enorme paz durante as nossas aulas. E a terceira também durante a aula é que ficamos tomando chá enquanto a professora passa explicações. Eu que não gosto nem um pouco de chá aderi provisoriamente a essa mania chinesa, pois beber chá é um hábito muito forte deles. Até a cidade tem cheiro de chá que pude sentir logo ao desembarcar no aeroporto.

A professora Gao Laoshi é muito atenciosa e costuma nos passar muitas dicas sobre a cidade. Ela só não consegue dizer meu nome corretamente e por causa disso precisei criar um nome chinês. Na verdade isso é uma prática muito comum sobre pronuncia de nomes em diferentes regiões. Cidadãos ocidentais costumam adotar nomes orientais quando passam a viver nessa região e assim também ao contrário. Meu nome aqui deixou de ser Aureo para ser AU LEE, mas no Canadá em meu primeiro intercâmbio lembro de ter visto muitos japoneses e coreanos com nomes de Jason, Claire, etc. porque ninguém sabia pronunciar os seus nomes verdadeiros.

Então já comece a pensar qual será o seu nome chinês.

Eu vim estudar 3 semanas. É tempo suficiente para aprender Mandarim?

Resposta: Certamente que não.
Mas posso dizer que aprendi bem mais do que eu imaginava. Consegui já ao final da segunda semana aprender o básico e não precisar passar fome na rua. Apenas a escrita é que precisaria de mais tempo para me adaptar porque são muitos símbolos. 中国写作

Enfim, eu posso afirmar que a Sprachcaffe certamente é uma excelente escolha de escola, apesar de eu não conhecer outras opções aqui em Pequim. Todos os estudantes estão satisfeitos e acham que fizeram uma boa aquisição fechando o curso pela Sprachcaffe. Veja as opções de carga horária, pois eu acho a opção de 20 aulas semanais já bastante intensa e cansativa para quem é iniciante e deseja ter tempo para explorar a cidade. Minhas aulas são das 9:15 às 13:15.

Em um próximo post vou falar da acomodação e bem breve publicarei fotos da escola por aqui. Zai Jian

Aureo Paiva

Aureo Paiva

Áureo Paiva é de Natal/RN, apaixonado por intercâmbio cultural e um viajante incansável. Já visitou diversos países, conheceu outras culturas e fez muitos amigos. Dessa vez ele embarcou pro outro lado do mundo: China. Uma nação incrível com destaque na economia mundial. Aproveitou para aprender um pouco do idioma e cultura milenar.

Receba Nossa Newsletter

Cadastre-se e fique por dentro de todas as novidades e promoções da CI.

Your Header Sidebar area is currently empty. Hurry up and add some widgets.