Uma nova experiencia: Wwoofing na Nova Zelândia.

965335_364229283712122_1868959626_o
Assim que terminei o intercâmbio em Christchurch, decidi engatar uma viagem de mochilão pela Nova Zelândia. O ponto é que depois de já ter mochilado por alguns países e pesquisado bastante sobre as oportunidades na Nova Zelândia, eu sabia exatamente o que me atrairia.

Existem diversos lugares a serem conhecidos nesse país encantador, mas eu queria ir ao que realmente fosse genuino e único por aqui. Foi assim que decidi que passaria a maior parte do meu mochilão no Parque Nacional dos Fiordes. Montanhas e vales estupendos, é isso que a Nova Zelândia tem de melhor em minha opinião.

E como eu ficaria um tempo maior nessa região, tive a ideia de mandar emails para os albergues de Te Anau (cidade base para explorar o parque) perguntando se tinham alguma vaga de trabalho por acomodação, como eu já vinha fazendo em Christchurch.

1400744_366369320164785_430657042_o
Um dos albergues respondeu que logo precisaria, me manteria informado.

Dias depois eu recebi um email da Fiona (gerente do Takaro Lodge) dizendo que tinha recebido meu contato do albergue e perguntando se eu tinha interesse em ser wwoofer no Lodge.

Basicamente um wwoofer é um trabalhador de fazendas orgânicas que em troca de algumas horas de trabalho diário recebe alimentação e acomodação.

Achei a oportunidade ótima, mas o lugar era afastado da cidade, ou seja, não daria pra ficar indo e vindo como quisesse. Seria isolado.

Respondi o email da Fiona dizendo que estava interessado, mas que só poderia começar assim que concluisse as trilhas Milford e Kepler. Ela entendeu e pediu que eu entrasse em contato assim que tivesse feito as trilhas.

1402326_364705910331126_1422997360_o

Conforme combinado, ela me pegou no centro de Te Anau e por 3 semanas eu trabalhei como wwoofer. Os trabalhos foram os mais diversos. Alimentei as vacas e galinhas, lavei as fontes, cortei lenha, cuidei da horta e trabalhei num projeto de construção de mais 4 hortas. Foi uma expêriencia incrível e totalmente diferente, pois eu era o primeiro wwoofer brasileiro do Takaro. Todos os demais wwoofers eram de outros países. Um time totalmente multinacional.

Bom, o vídeo dará uma noção melhor pra vocês de como foi:

Agora estou em Milford Sound e logo mais irei para a Austrália. Seguirei postando!

778682_371964996271884_728132341_o

Eber Guny

Mochileiro nato e aventureiro, o Viajante CI fará uma uma parada estratégica pra estudar inglês intensivo por 6 meses na Nova Zelândia. Esse intercâmbio com mochilão vai render muitas histórias hilárias, informações importantes e ótimas surpresas.

Receba Nossa Newsletter

Cadastre-se e fique por dentro de todas as novidades e promoções da CI.

Your Header Sidebar area is currently empty. Hurry up and add some widgets.